Header Ads

CMCG

Blogs criam fakenwes com RC e deverão ser processados criminalmente




A assessoria jurídica do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) confirmou, na manhã desta terça-feira (19), que o socialista processará, criminalmente, os autores de uma fake news dando conta da existência de uma suposta operação do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) que visava o cumprimento de mandados de busca e apreensão em sua residência e na do ex-secretário Waldson Souza.
Segundo o jurídico, todos os que plantam, irresponsavelmente, informações mentirosas sobre operação devem ser responsabilizados por propagar as fake news, apenas para tentar criar manchetes e caçar cliques de internautas.
“Já sabemos de onde partiu essa fake news e já estamos nos preparando para impetramos as ações cabíveis”, disse um dos advogados.
Desde as primeiras horas da manhã começou a circular nos grupos de whatsapp que o Gaeco estaria no bairro de Quadramares, local onde o ex-governador reside, cumprindo mais uma fase da Operação Calvário. O Ministério Público da Paraíba, por sua vez, negou que estivesse sendo realizada alguma fase da operação na data de hoje.
No mesmo momento que as informações eram propagadas nos grupos e até em Blogs, o ex-governador marcava presença em um evento no Espaço Cultural. No local, Coutinho endureceu o discurso contra as fake news.
"Nós já assistimos a esse filme no Brasil, e o país ficou desse jeito. Nós já assistimos a esse filme de condenação pública e execração prévia. O que vale no Brasil de hoje não é a ausculta, a busca da verdade, o que vale a espetacularização, é a destruição do caráter da pessoa, é a execração pública, é a condenação prévia, porque quando chegar na hora do julgamento essa pessoa já estará condenada", destacou.

Nenhum comentário