VITRINE DIGITAL: Plataforma de compras totalmente campinense deverá ser lançada ainda no mês de abril

 


Marketplace idealizada pela Prefeitura de Campina Grande, em parceria com o Sebrae, deverá comportar, inicialmente, até 300 lojas


A plataforma de marketplace Vitrine Digital Campina Grande, da Prefeitura de Campina Grande, em parceria com o Sebrae, deverá ser lançada nos próximos 20 dias. A estimativa foi feita na manhã desta quarta-feira (07), durante reunião com representantes de entidades do varejo campinense. Participaram da reunião, realizada no auditório do Sebrae, o vice-prefeito, Lucas Ribeiro; a secretária de Desenvolvimento Econômico, Rosália Lucas; e a secretária de Ciência e Tecnologia, Laryssa Almeida. Durante o encontro, além das etapas de implementação da plataforma, foi definido o cronograma de lançamento do serviço.


A ideia é que a plataforma, idealizada pela Sede, em parceria com o Sebrae, e desenvolvida pela Fundação Parque Tecnológico e pela empresa de automação CG Sistemas, seja lançada aos lojistas até o final de abril. Neste período, uma equipe comercial, capacitada, visitará as lojas para apresentar aos lojistas as funcionalidades, bem como as vantagens de utilizarem o e-commerce, para incrementar seus negócios.


No início do mês de maio, os consumidores já terão a possibilidade de realizar compras através da plataforma, podendo até mesmo garantir o presente do Dia das Mães utilizando o serviço.

 

A secretária Rosália Lucas enalteceu a participação das entidades envolvidas na execução do projeto e destacou que, a partir do momento em que a Vitrine Digital for lançada, deverá fortalecer ainda mais o comércio de Campina Grande, um dos setores mais importantes para a economia do município. 


“Mais uma vez, com o empenho de todos que fazem a gestão do prefeito Bruno Cunha Lima e as entidades parceiras, iremos lançar algo que realmente causará impacto na vida das pessoas e trará resultados positivos para a economia de Campina Grande. Os campinenses terão a oportunidade de comprar, em Campina, sem precisar sair de casa”, disse.


Valor simbólico

 

Inicialmente, o marketplace deverá comportar até 300 lojas do varejo tradicional, com possibilidade de expansão posterior. Cada lojista que aderir ao serviço deverá investir mensalmente R$19,90 para a manutenção da loja na plataforma. Além disso, os lojistas ganharão uma consultoria em marketing digital, oferecida pelo Sebrae.


As entidades representativas do varejo campinense, Associação Comercial, Câmara de Dirigentes Lojistas e Sindiloja, representadas por seus respectivos presidentes, Antônio Andrade, Carlos Botelho e Francisco de Assis Oliveira, garantiram total apoio à iniciativa e se comprometeram em investir financeiramente para que o serviço obtenha êxito.

Nenhum comentário