Header Ads

Após nota de pedido de expulsão do MDB, Dihêgo Amaranto reage e diz que não aceita retaliação


As direções municipal e estadual do MDB informaram, nesta sexta-feira (06), que Dihêgo Amaranto não faz mais parte dos quadros da legenda. O jornalista assumiu o cargo de secretário adjunto do Turismo na Capital, a convite do prefeito Luciano Cartaxo (PV).

Por meio de nota, o MDB afirmou que Amaranto usou ‘indevidamente’ a legenda para assumir o cargo. Por isso, ele deve ser ‘desligado’ do partido.

A nota é assinada pelo presidente do diretório do partido em João Pessoa, Alberto Gomes, e pelo presidente estadual da sigla, o senador José Maranhão, antigo aliado de Amaranto.

Em ressposta, Dihêgo afirmou: “Gostaria de confirmar que aceitei o convite do prefeito Luciano Cartaxo para assumir a SETUR e não aceitamos retaliações de forma nenhuma “, do MDB, assegurando que vai recorrer do pedido de expulsão do partido liderado pelo senador José Maranhão.


BlogdeEdnaSoares


 

Nenhum comentário