Header Ads

Artur Bolinha se afasta da CDL para se dedicar à disputa pela PMCG

O empresário Artur Bolinha confirmou à Campina FM nesta terça-feira, 09/06, que se afastou da presidência da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Campina Grande para se dedicar ao planejamento da campanha pela prefeitura. Será a terceira tentativa do empresário de chegar ao Palácio do Bispo – ele concorreu em 2012 pelo PTB e em 2016 pelo PPS.

A legislação eleitoral não obriga a desincompatibilização de dirigentes de entidades com o perfil da CDL, apesar de o afastamento ser sempre recomendável para evitar dores de cabeça com acusações sobre uso supostamente indevido dos cargos. Mas, ainda assim, Bolinha resolveu entregar a presidência da Câmara ao vice, Carlos Botelho.

“A decisão de me licenciar foi para poder ficar com o tempo mais disponível para me dedicar cada vez mais à construção do projeto que possa levar à candidatura, que exige muito tempo, uma dedicação cada vez mais exclusiva. Além disso, eu tenho e sempre tive a preocupação de não trazer a CDL para o embate político”, explicou ao repórter Victor Silva, da Campina FM.

Bolinha assegurou que sua candidatura é “prego batido e ponta virada” e avaliou que a definição partidária, com sua filiação ao PSL, foi decisiva para a montagem de uma chapa proporcional (candidatos a vereador) que fortalece o projeto. “Conseguimos agora em abril montar uma chapa proporcional com excelentes nomes, teremos 35 candidatos a vereador, ou seja, o número máximo que a legislação permite, e isso nos dá muita vitalidade e robustez para a disputa”, analisa.



pagina1pb

Nenhum comentário