Header Ads

Caged: Campina Grande registra 1,6 mil demissões em abril

O Ministério da Economia divulgou na tarde desta quarta-feira (27) a atualização do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), que teve sua divulgação suspensa desde o mês de dezembro de 2019.

Os números apresentados demonstram o impacto real que a crise provocada pelo coronavírus tem ocasionado nos setores produtivos de todo o Brasil, onde 860,5 mil postos de trabalho foram fechados somente no mês de abril.

Em Campina Grande, os números não fogem da realidade que o país enfrenta. O CAGED mostrou que pelo menos 1.661 postos de trabalho foram extintos no município durante o último mês. No mesmo período de 2019 a cidade havia apresentado números positivos com saldo de 178 contratações.

Segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campina Grande (CDL), Artur Bolinha, os números, embora preocupantes, poderiam ser ainda piores caso as empresas não tivessem aderido ao programa de suspensão contratual para resguardar o emprego de muitos trabalhadores.

“Infelizmente esse é o cenário que a economia de Campina Grande tem encarado, com pessoas desempregadas ou sem saber se terão seus empregos assegurados daqui a alguns meses. A perspectiva é de que os números referentes às demissões continuem no mesmo patamar ou ainda mais elevado ao final do mês de maio”, disse o dirigente lojista.

O CAGED mostra ainda que 8.299 paraibanos tiveram seus empregos extintos em todo o estado somente no mês de abril. No acumulado do ano 15.411 mil vagas de trabalho foram fechadas em todo o estado. Já a região nordeste ficou em segundo lugar no ranking das demissões, com 126.834 mil postos de trabalho fechados, ficando atrás apenas da região sudeste que fechou 450.707 mil empregos.



Ascom

Nenhum comentário