Header Ads

VEREADOR PIMENTEL FILHO É CONTRA O AUMENTO DE VERBAS DO FUNDO PARTIDÁRIO




O fundo eleitoral, criado para compensar o fim das doações empresariais, poderá saltar de R$ 1,7 bilhões para até R$ 3,7 bilhões de reais para financiar campanhas de candidatos a prefeito e a vereador em todo o país. O acréscimo de 2 bilhões de reais terá como origem recursos públicos do Orçamento da União e vem sido amplamente discutido.

Perguntado sobre sua posição com relação ao tema, Pimentel se mostrou totalmente contra, inclusive defendendo a sua extinção: "Eu não recebi nada de verba partidária na campanha passada e nem por isso deixei de ser candidato, não me repassaram nada. O que eu acho de verdade é que essa verba partidária deveria ser extinta, candidato não precisa de dinheiro público, que esse dinheiro seja empregado para melhorar a saúde, educação, dar emprego ao povo e não para político fazer campanha, eu acho um absurdo e deveria ser extinta" - declarou Pimentel Filho.

Nenhum comentário