Header Ads

CMCG

Sem passageiros, SITRANS reconhece que novas paralisações podem acontecer e falência do sistema é uma realidade



A propósito da paralisação dos motoristas do sistema de transporte público de passageiros de Campina Grande, o diretor institucional do SITRANS, Anchieta Bernardino, informou através de sua assessoria de imprensa, na manhã desta quinta-feira, que a “parada” era previsível. 

Ele argumentou que a situação enfrentada atualmente pelas empresas, em função da redução significativa dos passageiros transportados, está dificultando o cumprimento das obrigações empresariais, principalmente com o pagamento da folha salarial. 

Outro agravante apresentado pelo dirigente das empresas é o crescimento exponencial dos benefícios concedidos pelo Poder Público, que já representam 40% dos passageiros transportados, que ganharam o privilegio da meia tarifa ou de 100% da gratuidade

Nos últimos meses, segundo ainda Anchieta Bernardino, as empresas estavam recorrendo a empréstimos bancários para honrar os compromissos financeiros, mas, sem faturamento, as empresas não conseguem mais ter acesso ao crédito bancário. 
  
O diretor do SITRANS admite também que, se não houver uma melhoria no sistema, através da recuperação dos passageiros perdidos, “não é difícil antever novas paralisações ou até a falência do sistema, que vem sendo anunciada há algum tempo e está bem perto de se tornar realidade”.

Nenhum comentário