Header Ads

CMCG

Presidente da Amde é elogiado e aplaudido durante ação que celebrou Dia do Artesão na Vila do Artesão



Nesta terça-feira, 19, Dia do Artesão, a Agência Municipal de Desenvolvimento (Amde) promoveu uma manhã de ações comemorativas na Vila do Artesão, em alusão ao dia desses profissionais. A programação contou com um café da manhã, sorteio de brindes e a apresentação de uma embalagem desenvolvida exclusivamente para produtos vendidos no local. Cerca de 50 artesãos permissionários prestigiaram o evento.

O presidente da Amde, vereador Nelson Gomes Filho, acompanhou toda a ação e foi elogiado, por vários artesãos, pela sua gestão à frente da entidade e pelas ações de melhoria, avanços, reformas e investimentos na Vila do Artesão.           

A programação teve início com um café da manhã. Em seguida, alunos do curso de designer, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), apresentaram o modelo da embalagem desenvolvida por eles e que será utilizada, exclusivamente, em produtos comercializados na Vila do Artesão.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande, através da Coordenadoria de Turismo, realizou uma palestra sobre a importância da Vila do Artesão enquanto equipamento turístico. Além disso, a secretária da pasta, Rosália Lucas, assegurou que num futuro próximo ocorrerá a implantação de um Centro de Informação ao Turista no local.

No uso da palavra, o presidente da Amde agradeceu aos presentes e parabenizou os profissionais.

“Parabenizamos todos os artesãos pela passagem do seu dia. Agradeço pela confiança e reconhecimento ao nosso trabalho e afirmo que, no que depender de mim e com apoio do prefeito Romero Rodrigues, faremos muito mais pela Vila do Artesão de Campina Grande, principalmente pelos que realmente trabalham no local”, disse Nelson Gomes.

O chefe da pasta foi aplaudido de pé ao anunciar as medidas adotadas contra os permissionários que só abrem os chalés em épocas festivas.

“Temos monitorado e já detectamos os permissionários que só abrem seus chalés no mês de junho, por exemplo. As medidas cabíveis já estão sendo adotadas. Começamos a entrar com as ações judiciais para que essas pessoas devolvam o espaço se não quiserem trabalhar, entregando para que possamos repassar para quem realmente necessita”, enfatizou o presidente da Amde. 

Nenhum comentário