Header Ads

CMCG

Apenas 18% das mulheres ocupam prefeituras na Paraíba e movimento quer mudar essa realidade


Na Paraíba, apenas 18% das prefeituras são administradas por mulheres. Um movimento realizado pelas atuais gestoras e apoiada pela Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) promete mudar essa realidade no Estado. Atualmente, a Paraíba conta com 40 prefeitas. Nas eleições de 2016, oito chapas foram compostas por mulheres também no cargo de vice, nas cidades de São Bentinho, São José de Princesa, São José do Brejo do Cruz, Algodão de Jandaíra, Diamante, Duas Estradas, Mamanguape e Pilõezinhos.

A prefeita do município de Monteiro, Anna Lorena, disse acreditar que as mulheres ainda se sentem tímidas com questões relacionadas à política, mas, revelou que na sua cidade está conseguindo mudar os pensamentos das mulheres. “Eu sou a terceira prefeita do município, que desde que escolheu a primeira mulher, o povo nos outorgou esta missão por prova de competência em outras funções públicas desempenhadas anteriormente com responsabilidade e também carinho, dedicação e respeito. Para a prefeita, é preciso levar esse entendimento também para outros municípios da Paraíba.

“Hoje no município percebemos o crescimento da mulher dentro das questões políticas também no legislativo, secretariado municipal, presidentes de associações, sejam elas urbanas ou rurais. Estamos em contato com essas guerreiras diariamente, elas que nos ofertam demandas e soluções, contribuindo no processo de crescimento de Monteiro, que é o maior município da Paraíba. Como cidadã, mulher, gestora e política, sinto imenso orgulho, afinal, estou nesta história de luta ao lado de grandes mulheres”, afirmou Anna Lorena.

Anna Lorena também defende o movimento municipalista que para ela, tem sido algo importante, pois garante a abertura e realização de debates e diálogos que favorecem a população. De acordo com ela, através desta abertura com os diversos setores da sociedade é que se percebe as demandas para que se possa apontar, em conjunto, uma melhor resolução de problemas.

“Faço parte do movimento municipalista de mulheres, que têm buscado ativamente a inserção da mulher nos processos de governabilidade, este movimento permite que as mulheres se unam ainda mais, em todas as esferas, e isso consequentemente reflete diretamente no país, estado e município”, destacou a prefeita da Monteiro, acrescentando que as mulheres estão se tronando mais fortes, em uma busca incessante pelo bem da população.


Para a prefeita de São Vicente do Seridó, Graciete Dantas, a competência levou a mulher a conquistar espaços, ganhar respeito e a sonhar mais. Hoje a mulher está presente em tudo, e sua presença se multiplica em cada sonho realizado. Por isso, destacamos a nossa luta em defesa do municipalismo e da melhoria de vida da população. Hoje, no Dia Internacional da Mulher, parabenizo as mulheres, por serem símbolo de amor, fraternidade e fortaleza”, destacou.

A prefeita de Duas Estradas, Joyce Renally, o tempo agora é de reflexão sobre tudo o que aconteceu e o muito que está por vir. “Nós precisamos a cada dia lutar por mais espaços e reconhecimento na sociedade, pois sabemos que avançamos, mas precisamos de muito mais em todos os segmentos principalmente na política que ainda é majoritariamente masculina. Vamos seguindo em frente de cabeça erguida lutando unidas par que consigamos alcançar tudo o que merecemos”, disse.

Encontro – A Famup por meio do Movimento Municipalista Feminino, presidido pela prefeita Graciete Dantas, está agendando uma reunião com as prefeitas paraibanas para discutir uma pauta de reivindicação que será levada à XXII Marcha em Defesa dos Municípios, realizada em Brasília nos dias 8 a 11 de abril. 

Eleições - Em 2012, foram 49 mulheres eleitas para as prefeituras de suas cidades. Ou seja, de 2012 para 2016, dez mulheres deixaram de ocupar o cargo de prefeita nos municípios. O último pleito interrompe a sequência de crescimento da presença feminina nos poderes executivos municipais. Em 2004, foram eleitas 27 mulheres (12,1%) do total. Em 2008, este número cresceu para 36 (16,2%) e, em 2012, aumentou para 49 (22%), o maior índice da série histórica.

A primeira mulher eleita para comandar um município da Paraíba foi Dulce Barbosa, ex-prefeita de Queimadas, eleita na década de 1960. De lá para cá, houve uma evolução na participação feminina, porém, bem aquém do que seria esperado. Para a Câmara de João Pessoa, por exemplo, foram eleitas apenas duas: Raíssa Lacerda (PSD) e Sandra Marrocos (PSB).

Confira as mulheres eleitas prefeitas no 1º turno das eleições municipais da Paraíba:
Algodão de Jandaíra – Maricleide Izidro da Silva (PSB)
Alagoinha – Maria Rodrigues de Almeida Farias (PSDB)
Areia de Baraúnas – Maria da Guia Alves (DEM)
Barra de Santana – Cacilda Farias Lopes de Andrade (PSD)
Belém – Renata Christinne Freitas de Souza Lima (MDB)
Boa Ventura – Maria Leonice Lopes (PSD)
Borborema – Gilene Cândido da Silva Leite Cardoso (PTB)
Caldas Brandão – Nelma Rolim (MDB)
Carrapateira – Marineide da Silva Pereira (PR)
Conde – Márcia Lucena (PSB)
Coremas – Francisca das Chagas Andrade de Oliveira (PDT)
Diamante – Carmelita de Lucena Mangabeira (PSDB)
Duas Estradas – Joyce Renally Félix (PR)
Fagundes – Magna Danas (MDB)
Itapororoca – Elissandra Maria Conceição de Brito (DEM)
Juarez Távora – Maria Ana Farias dos Santos (PSD)
Livramento – Carmelita Ventura (PR)
Logradouro – Célia Maria de Queiroz Carvalho (PSB)
Joca Claudino – Jordhanna Lopes dos Santos (PTB)
Mamanguape – Maria Eunice do Nascimento Pessoa (PSB)
Marcação – Eliselma Silva de Oliveira (PDT)
Matinhas – Fátima Silva (PSD)
Monteiro – Anna Lorena de Farias Leite Nóbrega (PSDB)
Natuba – Janete Santos (MDB)
Ouro Velho – Natália Carneiro Nunes de Lira (PSD)
Pilõezinhos – Mônica de Sandro (PSDB)
Poço de José de Moura – Aurileide Egídio de Moura (DEM)
Quixaba – Cláudia Marcário Lopes (MDB)
Riação do Poço – Maria Auxiliadora Dias Rego (DEM)
São Bentinho – Giovana Leite Cavalcanti Olímpio (PSB)
São Domingos de Pombal – Odaisa de Cassia Queiroga da Silva (PR)
São Domingos do Cariri – Inara Marinho Ferreira da Silva (PSDB)
São José de Princesa – Maria Assunção (MDB)
São José do Bonfim – Rosalba Mota (MDB)
São José do Brejo do Cruz – Ana Maria (PR)
São Vicente do Seridó – Maria Graciete do Nascimento Dantas (PSB)
Santa Teresinha – Terezinha Lúcia Alves de Oliveira (PSDB)
Santo André – Silvana Fernandes Marinho (PDT)
Serra da Raiz – Adailma Fernandes da Silva Lima (PTB)
Sossêgo – Lusineide Oliveira Lima (PSB)

Nenhum comentário