Header Ads

CMCG

Secult e coordenador da Escola Luthier apresentam Projeto à comunidade do Zé Velho



Com o objetivo de traçar linhas gerais para o funcionamento do Projeto Escola Municipal de Formação de Luthier e apresentar a iniciativa para parceiros e famílias de potenciais cursistas para a comunidade do Sítio Zé Velho, a Prefeitura de Queimadas, através da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer (Secult) em parceria com a Secretaria de Educação (Seduc) realizou, na manhã desta terça-feira (5), uma reunião com o coordenador do Projeto, professor Henry Guerra e seus auxiliares. O encontro ocorreu, na Escola Municipal Alzira Maia.

Para a secretária de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, o município dá mais um grande passo rumo ao empreendedorismo musical e suas potencialidades profissionais e artísticas. “O município está sendo privilegiado por sediar este projeto que visa revolucionar a comunidade pela abrangência da formação de Luthier. Assim, gerando potencialidades profissionais e artísticas aos jovens através da cultura e da arte. Apresentando uma nova visão de mercado de trabalho, tendo em vista que o projeto em sua estrutura organizacional viabiliza um mercado específico para o que será produzido. Isto é Queimadas usando a arte para ultrapassar e superar limites.”  Disse a Secretária de Cultura Angelica Figueiredo.

Nesta primeira reunião, o professor Henry Guerra explicou que pretende iniciar os contatos com o público potencial do Projeto. “É uma primeira reunião entre a coordenação e a comunidade do projeto Escola Municipal de Formação de Luthier Tataguassu, atelier Professor Jeròme Dariel.  O evento que acontecerá em um grupo escolar do município tem como propósito apresentar aos presentes os objetivos e o modo de funcionamento da referida escola bem como os critérios para inscrição de interessados”, destacou.

O professor Henry Fernando Mauricio Lira Guerra enfatizou ainda a importância da parceria com a Prefeitura Municipal de Queimadas e parabenizou o atual prefeito, José Carlos de Sousa Rego por seu entusiasmo e percepção visionária a respeito do Projeto. 

“Meu trabalho como luthier realizou em minha vida uma revolução sem precedentes. Colocou-me em contato com as escolas de luteria mais reconhecidas do mundo e com os mais importantes e procurados luthiers. A percepção e a ciência das vastas potencialidades existentes na área me fez enxergar realismo em um projeto como este. Já com algumas parcerias esboçadas, inclusive em nível internacional, breve, breve estaremos inaugurando esse ousado projeto de formação. Em nossas andanças pelo Brasil e por vários outros países do mundo temos visto como é alta a demanda por confecção e restauração de instrumentos musicais. Nosso projeto adquire existência concreta e se fortalece aí. Aproveito para parabenizar o espírito empreendedor e visionário do prefeito, Carlinhos de Tião”, disse o coordenador geral do projeto Henry Guerra.

O Projeto Escola Municipal de Formação de Luthier tem como objetivo oportunizar os interessados em construir, conservar, manter, regular e avaliar um instrumento musical (violino). Inicialmente funcionará na Escola Alzira Maia, no Sítio Zé Velho.

Nenhum comentário