Header Ads

CMCG

Moradores de Serra Redonda encontram 12 gatos mortos por envenenamento e matança revolta população


Uma crueldade que virou rotina na Paraíba. Moradores de Serra Redonda no Agreste paraibanoencontraram 12 gatos mortos nesta terça-feira (22). A suspeita da população é de que os animais tenham sido envenenados. Entre os gatos mortos estavam alguns que viviam abandonados, mas também gatos de estimação de moradores.
As imagens dos animais mortos começaram a repercutir nas redes sociais desde a manhã. Na foto registrada pelo estudante Yanderson Lira, estão seis dos gatos que foram encontrados mortos no Centro da cidade. A Polícia Civil ainda não foi notificada do caso.
A matança revoltou as entidades que atuam na proteção dos animais. Muitos moradores usaram as redes sociais para repudiar a ação criminosa. Esta não é a primeira vez que acontece matança de animais na Paraíba
No ano passado, o Ministério Público da Paraíba (MPPB), por meio da Promotoria de Justiça de Itabaiana, divulgou uma nota,afirmando que acionou a polícia para que apure um vídeo em que um gato sofre maus-tratos. O animal acabou morrendo.
Na nota, a Promotoria de Itabaiana ainda declara que lamenta o ocorrido, assim como a existência de uma penalidade branda para a prática de maus-tratos contra animais.
A crueldade também aconteceu em Monteiro no Cariri paraibano. Um grupo de defensores de animais “Coração Pet” encontataram 20 animais mortos por envenenamento no lixão da cidade.
No total foram encontrados 16 Cães e 4 Gatos mortos no local, outros ainda estavam agonizando quando a equipe chegou. Diariamente diversos animais são encontrados perambulando pelas ruas de Monteiro. Após o grupo de defensores de animais Coração Pet passar no local os corpos dos animais foram recolhidos e escondidos na tentava de eliminar provas do envenenamento em massa.
Moradores cidade de Monteiro, e grupos de defensores de animais continuam denunciando, através de redes sociais, maus-tratos e extermínio de cães e gatos que vivem no lixão da cidade. Os relatos são de que os animais são abandonados no local a céu aberto, muitos são envenenados e outros estão doentes.
Na época, o presidente da Comissão de Defesa dos Animais da OAB-PB, Francisco José Garcia, afirmou que o órgão também não foi notificado. A líder do grupo de defensores de animais "Coração Pet" explicou que estava procurando auxílio jurídico para oficializar a denúncia.


PB Agora

Nenhum comentário