Header Ads

CMCG

Ivonete revela que Manoel Ludgério só abre mão de sua candidatura a prefeito de Campina Grande para a de CCL





Embora esteja de acordo com o prefeito Romero Rodrigues sobre estar muito cedo para a indicação de um nome que disputará as próximas eleições municipais, a presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, vereadora Ivonete Ludgério ratificou o nome do seu esposo, o deputado estadual, Manoel Ludgério na disputa em 2020 e assegurou que ele só abre mão da sua decisão para uma possível candidatura do atual senador, Cássio Cunha Lima.

“Eu acredito que Manoel Ludgério só vai abrir mão dessa candidatura a prefeito, se for para o senador Cássio Cunha Lima. Defendo Cássio. Cássio é um companheiro, eu tenho por Cássio um respeito e uma admiração, e ele sabe disso, que ultrapassa os limites da política, então, além da confiança, do carinho, do respeito que eu tenho a pessoa de Cássio, eu também penso que Manoel só deve abrir mão se Cássio resolver se lançar candidato a prefeito”, revelou.

Para Ivonete, quem tem experiência na política, tem condições de ser candidato a prefeito de Campina Grande. Ela afirmou que Manoel Ludgério tem, em sua história de vida pública, três mandatos como vereador, está entrando para o quinto mandato como deputado estadual e já mostrou que é bom de voto e de conciliação.

Ela explicou que o fato dele ter lançado seu nome como pretenso candidato a prefeito de Campina Grande não é uma imposição, mas uma opção com respaldo para a decisão futura do seu grupo político. “Manoel não impôs seu nome, mas se coloca para que tenhamos mais uma opção com experiência comprovada. Ele tem três mandatos de vereador e já está no quinto de deputado estadual, já mostrou que é bom de voto e que é bom de conciliação. Eu só acho que quem tem experiência, tem condições de ser candidato”, ponderou Ivonete.

Até o momento, na base aliada do prefeito, Romero Rodrigues já lançaram seus nomes na disputa das eleições municipais de 2020, o deputado estadual, Manoel Ludgério (PSD) e Tovar Correia Lima (PSDB); o ex-deputado estadual, Bruno Cunha Lima; os vereadores Nelson Gomes Filho (PSDB) e Pimentel Filho (PSD), além de também já terem cogitado, nos bastidores, o nome do superintendente da STTP, Félix Neto e do senador, Cássio Cunha Lima (PSDB).

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues afirmou que só falará sobre candidato e eleições a partir de fevereiro de 2020. Até lá, seu grupo político poderá estar conversando sobre possíveis nomes que possam ter reais condições de vencer o pleito municipal.

O PP que ocupa o atual cargo de vice em composição com o grupamento político do prefeito Romero Rodrigues, já disse que em 2020 terá candidatura própria para a disputa eleitoral no município.

Na ala da oposição, os nomes lançados até o momento, em Campina Grande são dos vereadores, Olímpio Oliveira e Metuselá Agra, ambos do MDB.

Nenhum comentário