Header Ads

CMCG

Facebook remove rede de contas e páginas de apoio a Bolsonaro



Páginas replicavam postagens favoráveis ao presidenciável e recebiam milhões de interações


O Facebook removeu nesta segunda-feira (22) 68 Páginas e 43 contas da rede social que replicavam  postagens favoráveis ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) que recebiam milhões de interações. De acordo com a empresa, os responsáveis por essas páginas usavam contas falsas ou múltiplas contas com os mesmos nomes, violando políticas de autenticidade e de spam.
Segundo nota do Facebook, essas páginas, controladas por um grupo chamado Raposo Fernandes Associados (RFA), publicavam uma grande quantidade de artigos caça-cliques, com o objetivo de direcionar as pessoas para seus sites fora do Facebook. Esses sites, por sua vez, têm grande número de anúncios e pouco conteúdo, sendo chamadas de "fazendas de anúncios" ("ad  farms", em inglês). 
De acordo com a empresa, a decisão de remover as páginas e contas deveu-se ao comportamento delas, e não ao conteúdo.
Reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo mostrou que ao longo de 30 dias os endereços nessa rede de páginas alcançaram 12,6 milhões de interações no Facebook  –ou seja, o total de reações a postagens, comentários e compartilhamentos. Mais de 16 milhões de usuários seguem essas páginas. Nos mesmos 30 dias, segundo a reportagem, o jogador Neymar teve 1,1 milhão de interações, a cantora Anitta conseguiu 574,8 mil e Madonna, 442,5 mil.
Entre algumas das páginas mais populares dessa rede pró-Bolsonaro estavam "Correio do Poder", "Movimento Contra Corrupção", "Folha Política" e "TV Revolta".
"Embora a atividade de spam esteja comumente associada à oferta fraudulenta de produtos ou serviços, temos visto spammers usando cada vez mais conteúdo sensacionalista político –em todos os espectros ideológicos– para construir uma audiência e direcionar tráfego para seus sites fora do Facebook, ganhando dinheiro cada vez que uma pessoa visita esses sites. E isso é exatamente o que as páginas e as contas que removemos hoje estavam fazendo", diz a nota do Facebook.
A Raposo Fernandes Associados faz parte de grupo administrado pela empresa Novo Brasil Empreendimentos Digitais, de propriedade do advogado Ernani Fernandes Barbosa Neto e de Thais Raposo do Amaral Pinto Chaves.
Folha tentou contato com a empresa, mas não teve retorno até o momento.
Recentemente, o WhatsApp anunciou que centenas de milhares de contas foram banidas por uso irregular do aplicativo. A decisão foi tomada após reportagem da Folha mostrar financiamento de campanha contra o PT por empresas, como a varejista Havan, com pacotes de disparo de mensagens em massa. Esse tipo de financiamento é proibido pela legislação eleitoral.

REMOÇÕES EM REDES SOCIAIS

MêsRede SocialAção
JulhoTwitterSuspensão de 70 milhões de contas no mundo
JulhoFacebookRemoção de 196 páginas e 87 perfis falsos.
Bloqueio da rede atingiu Movimento Brasil Livre (MLB)
SetembroFacebookRemoção de 1 bilhão de perfis falsos no mundo
SetembroFacebookRemoção de rede de 11 páginas e 42 perfis ligados a agência Follow por "conteúdo inautêntico". A empresa estava envolvida na contratação de influenciadores digitais no caso do mensalinho do Twitter.
OutubroWhatsAppEmpresa anuncia que centenas de milhares de contas foram banidas do aplicativo após reportagem da Folha.
Erramos: o texto foi alterado
Diferentemente do informado em versão anterior deste texto, o WhatsApp baniu centenas de milhares de contas por conter notícias falsas e spam, e não 100 mil.

Nenhum comentário