Header Ads

CMCG

Romero retruca Veneziano e dispara: “Ele não me esquece, mas entendemos, a derrota em 2016 lhe deixou trauma”



Após ser atacado pelo deputado federal, Veneziano Vital do Rego (PSB), o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues retrucou e disse que o socialista não consegue esquecê-lo desde que levou uma “lapada” nas urnas em 2016. “Ele não me esquece, mas é compreensível, afinal a surra que ele levou nas eleições de 2016, o deixou traumatizado. Foi a maior surra da história política da cidade, foram mais de 86 mil votos de diferença, não dá para esquecer”, disparou.

Romero Rodrigues acrescentou: “Foi a maior vitória e a mais feia derrota que um candidato já pode enfrentar. Ele perdeu na cidade por inteiro, perdeu na zona urbana e rural, na parte central e na mais periférica, perdeu em todas as urnas de Campina Grande. Isso nunca foi visto na história da nossa cidade, então, vejam bem, eu preciso reconhecer que em função disso ele não vai me esquecer de forma alguma”, assegurou.

O prefeito de Campina Grande ainda aproveita para dá uma lição de como se faz política e desabafa: “Nesta eleição, coincidentemente, eu tenho me limitado a pedir voto, mostrando, na verdade, o currículo, a história, a trajetória dos candidatos que nós estamos apoiando. Não estou fazendo crítica a quem quer que seja, mas ele não me esquece de forma nenhuma, fazer o que, né, depois dessa derrota de 2016? Até a gente mesmo tem que admitir que isso ficou incutido na cabeça dele, chegou até ao ponto de perder parte da cabeleira”, ironizou Romero Rodrigues.

A respeito das acusações de nepotismo desferidas por Veneziano Vital, o prefeito, Romero Rodrigues disse que sua irmã entrou pela porta da frente da Prefeitura de Campina Grande, através de concurso. “Ela é concursada e é super conhecida na cidade, por já ter trabalhado no Colégio das Damas, onde também foi coordenadora de curso, enfim, ela entrou na Prefeitura por méritos, porque estudou, ela entrou pela porta da frente”, destacou.

O prefeito ainda relembra que apesar de, aparentemente, Veneziano estar esquecido, na época em que foi prefeito de Campina Grande, abrigou como chefe de gabinete o sogro do seu irmão, o ex-deputado estadual, Ivaldo Morais. “Nós não usamos desse expediente, mas ele parece estar esquecido de ter contratado o sogro do seu irmão para ser seu chefe de gabinete, Ivaldo Morais”, pontuou.

Sobre o familismo de que Veneziano se dirigindo ao irmão do prefeito de João Pessoa e atual candidato a governador da Paraíba, Lucélio Cartaxo e da candidata a vice-governador, esposa do prefeito de Campina Grande, Micheline Rodrigues, Romero disparou: “Eu gostaria de lembrar a ele, já que aparentemente anda muito esquecido, mas vamos lá: a mãe dele é suplente de senador; o irmão, ministro; a esposa, candidata a estadual; ele candidato ao senador e relembramos também outra que levou uma surra inesquecível na cidade e que teve uma votação pífia nas eleições de 2016, sua sobrinha. Só aí já citei cinco pessoas, todas com cargos públicos”, justificou Romero.

Por fim, o prefeito de Campina Grande disse que vai continuar trabalhando, focando na gestão e na resolução dos problemas da nossa cidade. Também vou continuar pedindo votos, mostrando trajetória e currículo dos meus candidatos que são: Lucélio, governador; Cássio e Daniella a senadores”, finalizou Romero Rodrigues.

Nenhum comentário