Header Ads

CMCG

PMCG recorre à Polícia Federal e à PM diante de ameaças de invasão ao Complexo Aluízio Campos


Diante de sistemáticas mensagens espalhadas pelas redes sociais, nos últimos dias, estimulando o ato criminoso de invasão do Complexo Habitacional Aluízio Campos, no Ligeiro, nos próximos dias, a Prefeitura de Campina Grande decidiu recorrer à Polícia Federal e a Polícia Militar, na tarde desta sexta-feira, 2, para alertar as forças de segurança e solicitar investigação e providências em relação aos responsáveis pela campanha virtual.
            Munido de documentos e cópias das mensagens, inclusive com identificação dos responsáveis, o secretário André Agra, do Planejamento, Gestão e Transparência foi recebido pelo delegado Carlos Felipe Maciel Costa, da DPF de Campina Grande. Na oportunidade, ele solicitou à autoridade policial um monitoramento das pessoas e grupos envolvidos nessa ação criminosa – que serão acionados judicial e criminalmente. Com financiamento federal, o Complexo Aluízio Campos é o maior conjunto residencial em construção no Brasil.
            Em contato com o comandante do II Batalhão de Polícia Militar (II BPM), tenente coronel Cristóvão Lucas, o prefeito Romero Rodrigues também pediu apoio para inibir invasão do "Aluízio Campos". Assegurando que a corporação está à disposição para ajudar na ação de reprimir o crime orquestrado por algumas pessoas e grupos. O setor de Inteligência da PM também está acionado para monitorar os suspeitos.
            Sorteio
Na última quarta-feira, 31, foi realizado o sorteio público e transparente das 4.100 unidades do Conjunto Aluízio Campos, no Parque do Povo. No total, após criteriosa avaliação sobre a situação dos mais de 15 mil inscritos, se candidataram às casas e apartamentos do empreendimento 11.611 pessoas. Foram respeitados cotas e critérios definidos por lei e aprovados pelo Conselho Municipal de Habitação.
            O Ministério Público Federal (MPF) acompanhou todas as etapas do sorteio e assegurou a transparência e lisura do sistema criado especialmente pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Nenhum comentário