Oposição parte unida na CMCG e tende a votar juntos para a mesa diretora

 


A bancada de oposição ao futuro prefeito Bruno Cunha Lima em Campina Grande, eleita no pleito do ultimo dia 15, composta por Anderson Almeida e Dona Fátima (Podemos), Jô Oliveira (PC do B), Hilmar Falcão (DC), Olímpio Oliveira (PSL), Valéria Aragão (PTB), promete muita luta e se manter forte e principalmente unida, essas foram as demonstrações nas primeiras reuniões com os futuros vereadores que se juntam ao único vereador reeleito da oposição Olímpio Oliveira.

“É essa a nossa perspectiva juntos todos os eleitos e o vereador reeleito Olímpio iremos marchar unidos e defendendo os nossos temas e o melhor para Campina Grande, mantendo a fiscalização, foi o que decidimos na reunião da ultima terça à noite, 24”, disse Anderson Almeida.

Dentre as pautas debatidas, esteve a eleição da mesa diretora para o próximo biênio, bem como o papel da oposição a partir de 2021, os vereadores da oposição esperam marchar unidos, votando num candidato só e que mantenha uma posição de mais independência ao poder executivo.

Os seis vereadores, por serem eleitos pela oposição irão discutir nos próximos dias quais as melhores formas para seguirem com pautas diferentes mas unindo o sentimento de oposição ao futuro governo. “Temos pautas diferentes, mas os interesses são parecidos, iremos fiscalizar o governo eleito e apontar os caminhos que precisamos manter para ajudar Campina Grande”, apontou Olímpio Oliveira.

As primeiras informações são de que os membros do grupo já ouviram os dois lados que disputarão a mesa diretora e agora tomarão a decisão de quem apoiar ou se lançará candidatura própria visto que Olímpio Oliveira manifestou o desejo de sair candidato a presidente da Câmara de Vereadores.


Pagina1pb



Nenhum comentário