FHC diz ser favorável à formação de frente ampla contra o bolsonarismo

 


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou, neste domingo (29/11), que é favorável à formação de uma frente ampla contra o bolsonarismo. FHC falou com a imprensa após votar no colégio Sion, acompanhado do prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Bruno Covas (PSDB).

“Eu sempre fui favorável que houvesse união entre os partidos. O Brasil tem de obrigar, forçar a entender o jogo do poder político, qual é. Se for possível fazer uma frente, eu acho bom, sou favorável. A frente não se faz só em torno de pessoas, tem de ver o que a pessoa vai falar. Então, se encontrar um candidato à altura, eu acho que ele pode ganhar a eleição”, pontuou FHC.

Questionado se essa pessoa poderia ser o governador João Doria (PSDB), Fernando Henrique pontuou que o tucano é forte candidato, mas há outros também. “Não cabe a mim a decisão. Na verdade, quem decide é o povo”, afirmou.

Ele disse ainda esperar que a onda conservadora tenha sido quebrada em 2020. “A onda conservadora é sempre perigosa. Tem que tomar cuidado. Eu sou contra: quanto mais aberto for o sistema político, melhor”, ressaltou

Sobre Guilherme Boulos (PSol), adversário de Covas, o ex-presidente afirmou que não o conhece. “Pelo que vi na televisão, ele tem mais vontade do que realidade”, pontuou FHC, acrescentando que Covas mostrou que tem competência na prefeitura.

Assim como no primeiro turno, Covas acompanhou neste domingo os votos de Marta Suplicy, FHC e do governador João Doria.


De O Metrópoles


Nenhum comentário