Header Ads

Empreendedorismo feminino: levantamento do Sebrae aponta que mulheres representam 44,9% dos MEIs registrados na Paraíba

 


Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino é comemorado nesta quinta-feira (19), dentro da programação da Semana Global do Empreendedorismo

Seja por necessidade ou pela busca de novos desafios e oportunidades, o empreendedorismo está se consolidando como um caminho viável e cada vez mais atrativo para muitas mulheres. Na Paraíba, conforme levantamento realizado pelo Sebrae, dos 143.931 microempreendedores individuais (MEIs) formalizados no estado, 64.617 são mulheres, que representam 44,9% do total.

Para valorizar o trabalho realizado pelas empreendedoras e estimular ainda mais a participação feminina no mundo dos negócios, celebra-se, neste 19 de novembro, o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino. Em 2020, a data está sendo comemorada dentro da programação da Semana Global do Empreendedorismo (SGE), movimento que busca conectar, capacitar e inspirar pessoas em mais de 170 países, fortalecendo e disseminando a cultura empreendedora.

Proprietária de uma loja que vende roupas e acessórios para o público feminino no município de Picuí, a empreendedora Silvana Oliveira é um exemplo de como o empreendedorismo pode transformar realidades. Atuando no mercado há nove anos, ela conta que ingressou no segmento como sacoleira, vendendo os produtos para uma amiga e recebendo um percentual dos lucros.

“Depois disso, apareceu outro amigo que tinha bastante produto e me perguntou se eu queria vender para ele. Como a porcentagem era bem melhor, agarrei a oportunidade. Eu levava (os produtos) para a faculdade, ia nas casas dos amigos para vender e assim fui adquirindo muitos clientes. Foi a partir dessas vendas que eu juntei R$ 800 e comprei umas peças em Fortaleza, para começar a vender por conta própria. As vendas foram aumentado, os clientes também, então surgiu a oportunidade de abrir um espaço próprio”, relatou.

Após abrir o próprio negócio, a empreendedora já conseguiu mudar duas vezes o local de funcionamento da loja, em busca de lugares maiores para conseguir atender ao fluxo crescente de clientes. “Os desafios são muitos, porque empreender não é fácil, principalmente quando se mora no interior”, destacou Silvana, que também citou os benefícios do empreendedorismo em sua história.

“As vantagens são muitas: independência financeira, parcerias com grandes marcas, reconhecimento dos nossos clientes, o prazer de trabalhamos para nós mesmos e o relacionamento com outros empreendedores”, acrescentou a empresária, que é atendida pelo Sebrae Paraíba, onde já realizou consultoria sobre layout de loja.

Protagonismo – Ao falar sobre as tendências e desafios do empreendedorismo feminino, a gerente da Unidade de Gestão, Estratégia e Monitoramento do Sebrae Paraíba, Ivani Costa, ressaltou a importância da criatividade e da inovação para as mulheres que já possuem ou desejam começar um novo negócio. 

“Se por um lado as mulheres estão tendo mais dificuldade em permanecer ou voltar para o mercado de trabalho formal durante a pandemia, por outro é no empreendedorismo que elas seguem fortes em busca do seu lugar. Para isso, destaco a importância da inovação e da criatividade para superação das dificuldades e dos obstáculos enfrentados no caminho”, afirmou. 

Homenagem – Para marcar a passagem do Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, o Sebrae Paraíba vai realizar, no próximo dia 24, o evento online e gratuito “Empreender: Verbo Feminino”. Conforme a programação, participam do evento nomes como a atriz Denise Fraga, a empreendedora Marcela Fujiy e a jornalista Paula Tebett. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas através do endereço https://www.sympla.com.br/empreender-verbo-feminino__1044684. 

Nenhum comentário