Header Ads

Cássio vê abusos e inelegibilidade de Ricardo Coutinho como tardia

 


O ex-governador e ex-senador Cássio Cunha Lima reagiu em nota enviada ao Portal WSCOM em plena madrugada, diante da decisão do TSE de reconhecer abuso de poder do ex-governador Ricardo Coutinho em 2014, da mesma forma sua inelegibilidade, como fator a não ter mais eficácia, pois já aconteceu mas advertiu a justiça:

– Espero que a Justiça Estadual e Federal não cometam o mesmo erro da Justiça Eleitoral que levou seis anos para constatar os gravíssimos crimes praticados pela quadrilha que ainda hoje comanda a Paraíba, comentou ele para acrescentar:

– Não há o que se comemorar. Justiça tardia não é justiça, observou.

Para ele “o povo da Paraíba foi roubado, as robustas provas da Operação Calvario atestam isso. A eleição de 2014 foi roubada. O governo ilegítimo resultou na quadrilha desbaratada”.

Disse ainda:

– É tudo muito grave para continuar impune. Não é possível continuar fazendo de conta que foi tudo normal na eleição de 2018, como hoje se sabe que em 2014 não foi.

E finalizou: “Que esse triste exemplo de impunidade não volte a se repetir e a Justiça aja de forma célere e julgue os criminosos que roubaram o povo da Paraíba”.

Por Walter Santos

Nenhum comentário