Header Ads

PIX: Entenda sobre o novo sistema de pagamento instantâneo que não cobra taxas

 


Pix é um meio de pagamento eletrônico do Brasil lançado oficialmente no dia 5 de outubro de 2020.

O Pix não vai substituir outras formas de pagamento, como boleto, cartão ou transferências em TED ou DOC. Ele só vai ser uma alternativa nova para você enviar e receber dinheiro com mais rapidez, todos os dias da semana (até feriados e fins de semana), a qualquer hora do dia (funciona 24 horas). A proposta é que o dinheiro caia na conta em 10 segundos.

Para ter acesso ao Pix assim que ele entrar no ar, você deve cadastrar uma “chave Pix“. Essa chave vai substituir os seus dados bancários quando você for receber dinheiro pelo sistema do Pix.

Em vez de passar informações como sua conta, sua agência e seu CPF, você só precisa informar a chave Pix para quem for transferir o dinheiro para você.

O melhor é que essa chave pode ser uma informação que você já sabe de cor. Todo mundo tem direito a pelo menos três chaves:

– Número do seu celular

– Endereço do seu e-mail

– CPF ou CNPJ (se for empresa)

Se você não quiser nenhuma dessas chaves, a instituição pode gerar um número aleatório para a sua chave Pix. O problema desta opção é que você vai ter de memorizar este número para passar para quem for transferir o dinheiro para você.

O cadastro das chaves é completamente gratuito para pessoas e empresas de todo tamanho.

E, para pessoa física, também não há custo tanto para enviar como para receber dinheiro por esse novo sistema de pagamentos. Ele pode ser feito a qualquer momento. Não há data limite para se cadastrar.

Não existe uma conta Pix. Existem chaves Pix para receber dinheiro em uma conta que você já tem em algum banco.

Por isso, você só tem acesso ao Pix pelo banco, igualzinho como ocorre quando você quer pagar uma conta por boleto ou fazer transferência por TED/DOC. Precisa acessar o banco como intermediário.


Nenhum comentário