Header Ads

FIM DA NOVELA! Tambaú Hotel é arrematado no terceiro leilão por grupo do Rio Grande do Norte – VEJA VÍDEO



O  terceiro leilão do Hotel Tambaú, um dos cartões-postais de João Pessoa, e o segundo hotel mais conhecido do Brasil, foi realizado na tarde desta quinta-feira (29), para pagamento de dívidas da Rede Tropical de Hotéis, que originalmente pertencia à companhia aérea Varig. O lance inicial para arrematar o hotel neste terceiro leilão era de R$ 65,980 milhões.

O primeiro leilão aconteceu no mês de abril, mas não houve lances, no dia 15 deste mês aconteceu um outro leilão com um valor inicial de R$ 131,960 milhões, onde também não houve lance, fazendo o valor cair para a metade.

O Hotel foi arrematado por R$40,20 Milhões, pelo grupo Arnaldo Gaspar.

O arremate aconteceu 27 minutos após início do processo, às 14h27. Antes do valor de R$ 40 milhões, houve outros dois lances, o primeiro no valor de R$ 20 milhões dado por um grupo cujo o nome foi identificado por Galdino. Do valor arrematado, o grupo terá que quitar as dívidas trabalhistas.

O empresário Arnaldo Neto Gaspar, presidente do grupo, esteve em João Pessoa na semana passada fazendo uma visita às instalações do Tambaú Hotel.

O grupo Arnaldo Gaspar é o mesmo que assinou protocolo com o Governo da Paraíba para construir um resort no Polo Turístico do Cabo Branco – o Ocean Palace Jampa Eco Beach Resort.  Esse grupo, do Rio Grande do Norte, tem larga experiência em hoteleira e já administra o Ocean Palace, na Via Costeira de Natal (RN).

De acordo com as regras do leilão, o comprador deve realizar o pagamento à vista ou a prazo de até 15 dias, mediante caução, ou parcelada, desde que não haja lance à vista, nas seguintes condições: mínimo de 25% de sinal e o restante em até 12 prestações mensais e consecutivas, todas a serem corrigidas pelo IPCA positivo, acrescidas de 1% de juros ao mês, sendo certo que o imóvel ficará hipotecado até a quitação integral, acrescido da comissão de 3% do Leiloeiro, à vista.

Como dito acima, a venda do Hotel faz parte de uma ação judicial com o objetivo de pagar dívidas da massa falida da Rede Tropical de Hotéis, que originalmente pertencia à Varig, empresa área que pediu falência há alguns anos.






polemicaparaiba

Nenhum comentário