Header Ads

Bruno revela que vai implantar a Central de Partos para desafogar o atual Isea em Campina Grande

 


A construção de uma maternidade de baixo risco para desafogar o atual Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea) será uma das prioridades do candidato a prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD/Coligação Campina Rumo ao Futuro), conforme foi revelado em seu Guia Eleitoral da TV nesta quarta-feira, 28 de outubro.

A meta de Bruno é permitir um atendimento melhor às mães e às crianças que nascem em Campina Grande. Ele disse que pretende construir uma Central de Partos que vai ficar no prédio do atual Hospital da Criança. Este centro vai realizar até 120 partos por mês, representando cerca de 20% dos partos do atual Isea.

A iniciativa vai ajudar a liberar o Isea para os partos de alto risco, aproveitando-se a estrutura que já existe no local, que conta com UTI Materna e UTI neonatal, centros cirúrgicos e ambulatórios.


Esta medida emergencial será implantada já nos seis primeiros meses de governo, a exemplo do que será feito em relação ao ambulatório e UTI do Idoso e do futuro ambulatório da Mulher, os quais serão implantados no Hospital Pedro I.

Bruno lembrou que o Isea é uma das maternidades mais bem equipadas do Nordeste e presta um grande serviço à toda uma vasta região, mas pela quantidade de demandas está ficando superlotada. No local, são feitos mais de sete mil partos por ano e atende mais a mulheres de outras cidades do que de Campina Grande.

A única maternidade pública municipal da cidade atende à população de Campina Grande e de aproximadamente 180 municípios.

Contudo, o terreno da unidade não tem mais espaço físico para ampliação e o prédio de mais de 70 anos não suportaria a construção de um novo pavimento.

Tudo isso justifica a criação de alternativas nesta área fundamental da saúde.

Nenhum comentário