Header Ads

Universidades Federais do Nordeste têm índice de pesquisa e pós-graduação mais elevados que UFPB


Anualmente diversos programas de avaliação apontam os índices de desenvolvimento da educação brasileira, tanto na educação básica quanto superior. A partir de índices como o RUF – Folha de São Paulo e o THE (Times Higher Education), que são referências nesse processo avaliativo independente, professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) desenvolveram um estudo comparativo no qual foi possível identificar que a qualidade do ensino da UFPB é inferior ao de demais universidades federais do Nordeste que possuem o mesmo porte.

Tendo como base o RUF – Folha de São Paulo, os docentes da UFPB conseguiram apontar que a instituição em questão teve como resultado uma piora no desempenho no período analisado, que foi de sete anos (2012 a 2019), em mais de três posições, saltando da 26ª posição para 31ª. Os profissionais de educação observaram ainda que a queda no desempenho a partir de 2016 foi praticamente constante, acreditando que isso ocorreu em decorrência da crise econômica e de corte de recursos. Porém, o estudo levou em consideração nessa análise comparativa que as demais IFES sofreram contingenciamento na mesma proporção e apontam a possibilidade de que a administração local dessas universidades fez a diferença no período de crise, enquanto a UFPB passou a ocupar a última posição entre as universidades do Nordeste de mesmo porte.

Já no ranking internacional no The – 2020, foi verificado que a posição alcançada pela UFPB foi de 87ª entre as 100 universidades da América Latina, o que representa a posição 40ª entre as 44 IES brasileiras ranqueadas.

Entre as UFES que integraram o estudo estavam a UFBA, UFPE, UFC, UFRN e UFPB, todas citadas na RUF – São Paulo e no The 2020. Dentro desse quadro de comparação, os professores da UFPB observaram ainda que UFBA, UFPE e UFC apresentam-se, no resultado geral, respectivamente na primeira, segunda e terceira posição, mas com pontuações muito próximas. Já a UFRN manteve-se na quarta posição.

Clique aqui e confira todos os detalhes sobre o tema em um artigo assinado pela Profa. Dra. Ana Cláudia da Silva Rodrigues (Departamento de Fundamentação da Educação – CE/UFPB) e pelos Professores Doutores Evandro Leite de Souza (Departamento de Nutrição – CCS/UFPB), Luiz de Sousa Junior (Departamento de Habilitações Pedagógicas – CE/UFPB) e Marcelo Sobral (Departamento de Ciências Farmacêuticas – CCS/UFPB).



paraibaradioblog

Nenhum comentário