Header Ads

Tovar exalta trabalho de Romero para modernização da máquina e defende tecnologia para gestão eficiente, barata e menos burocrática

.


O deputado estadual e pré-candidato a Prefeitura de Campina Grande, Tovar Correia Lima (PSDB), defendeu que haja continuidade do processo de aperfeiçoamento da gestão, interligando os processos através da tecnologia. O objetivo, segundo ele, é tornar a máquina pública cada vez mais eficiente, menos burocrática e mais barata.

“A Prefeitura já vem adotando a tecnologia como aliada nesse processo de tornar os serviços mais eficientes para a população, a exemplo do 1Doc, que é uma plataforma de comunicação interna, tarefas, atendimento e gestão de documentos. Essa é uma ação iniciada pelo prefeito Romero Rodrigues e eu defendo que não haja descontinuidade, mas sim, a ampliação dessa política”, comentou Tovar.

Gestão eficiente.

Para tanto, Tovar vem dialogando com especialistas e observando iniciativas de outras cidades, que conseguiram reduzir o tempo de espera de serviços oferecidos à população, otimizando a administração e trazendo economia aos cofres públicos.  “Burocracia não é sinônimo de eficiência. Estamos em um processo de uso da tecnologia a serviço do cidadão e isso precisa ser continuado”, frisou.

Perfil – Tovar Correia Lima é formado em Administração de Empresas e em Direito, com pós-graduação em Gestão Pública. Ele é integrante da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS), quando foi selecionado entre 7.030 políticos do País, para integrar a organização, cuja missão é contribuir para a melhoria da qualidade da democracia brasileira.

Ele iniciou a vida pública como vereador do município de Campina Grande em 2008 e reeleito em 2012. Em 2014, disputou vaga no Poder Legislativo estadual e foi eleito deputado, sendo reconduzido ao cargo mais uma vez em 2018.

Com experiência em cargos executivos da Prefeitura de Campina Grande, nas duas gestões do prefeito Romero Rodrigues, Tovar Correia Lima, conhece de perto a atual gestão municipal. Ele já foi titular da Chefia do Gabinete do Prefeito e das secretarias de Ciência e Tecnologia e, por último, antes de se desincompatibilizar, do Planejamento.

Nenhum comentário