Header Ads

O DISCURSO DO REI DE VERSAILLES ANTES DA QUEDA DA BASTILHA

.


Toffili falou pra quem? Em que país ele mora? 

Dizer que o STF saiu fortalecido? Coibiu eventuais excessos? O que leva alguém a negar a realidade de forma tão aviltante? A tentativa de criar uma narrativa que afronta a lógica para justificar tantos desmandos? 

Tive o cuidado de assistir duas vezes o discurso - e ainda copiar aqui - para reproduzir os trechos que considerei os mais bizarros, da desastrosa fala do Ministro: 

“É a justiça que livra o cidadão do arbítrio e assegura a efetividade dos seus direitos mais básicos. É também função primordial da justiça promover segurança jurídica, gerando confiança, previsibilidade e estabilidade às relações. (...) no primeiro semestre de 2020, o poder judiciário brasileiro e o Supremo tribunal federal mantiveram- se em pleno funcionamento, oferecendo o devido amparo à sociedade brasileira, com independência e altivez. Essa suprema Corte atuou como elemento estabilizador da ordem política econômica e social, com o trabalho de cada um de seus ministros e ministras, decidiram acerca de temas fundamentais ao regular o funcionamento do Estado Democrático de Direito. Em meio a pandemia seguimos sendo a suprema corte mais produtiva do mundo.” 

Enquanto a ‘plebe rude’ convive com a pandemia, falta de emprego, dinheiro, confinada em casa, é ainda desrespeitada em seu direito mais fundamental: liberdade de pensamento e expressão. Tentam dizer que vão nos censurar “para nossa proteção”. Proteger através do autoritarismo, da arbitrariedade, do ativismo judicial escancarado? Tal qual nobreza e clero franceses, no período que antecedeu a Revolução Francesa, os ministros se afastaram da realidade das ruas. Enquanto uma grave crise nos abala, a “corte” segue com gastos excessivos e decisões que refogem à sua competência funcional. Tudo que não temos é segurança jurídica. A interpretação da lei muda de acordo com o querer de qualquer um. Não duvido que seja a "corte suprema mais produtiva" até porque se mete em tudo, até na internet. Lembro apenas que quem faz de tudo, não faz nada bem. A única coisa útil que esses integrantes do STF podem fazer para tentar imprimir alguma dignidade laboral, é abandonarem suas cadeiras e deixarem pessoas realmente competentes e imparciais ocuparem seus assentos na instituição que representa (ou deveria representar) a defesa intransigente da Constituição. Nos façam esse favor! Melhor sair que ser "guilhotinado" (obviamente, no sentido figurado, me referindo ao impeachment que tantas figuras fazem por merecer)


Sammara Aguiar

Nenhum comentário