Em Pocinhos, Hélio do Frango desiste de concorrer às eleições e Prós fica longe da majoritária


O pré-candidato do Prós de Pocinhos, empresário Hélio do Frango apresentou a sua desistência de participar do pleito em caráter irrevogável, afirmando que não concorrerá a nenhum cargo nessas eleições, de acordo com Hélio o descumprimento dos acordos por parte do pré-candidato do PDT, Emanoel Pereira, que iriam realizar uma pesquisa para saber quem seria o candidato do grupo foi quebrado várias vezes pelo vereador, colocando em cheque a união do grupo e a validade de uma necessidade de querer ser candidato.

“Aceitei colocar meu nome não como vontade e sim com o desejo de unir e levar a Pocinhos a possibilidade de um trabalho voltado aos pocinhenses, sem ambição política, colocando sempre como uma das opções do partido e do grupo, visando a união, na democracia só se pode pedir voto, se estiver preparado para votar e ser votado. Como não conseguimos manter a unidade retiro meu nome e me afasto do pleito, participando apenas como um eleitor”, disse Hélio do Frango.

De acordo com alguns aliados e filiados do Prós a desistência de Hélio acarretará a desistência de vários candidatos a vereadores e principalmente o afastamento de uma parte significativa de eleitores e seguidores do grupo do prefeito Cláudio Chaves que não aceitam e não votam em Emanoel Pereira pela sua postura autoritária e desagregadora.

Veja Nota:

Diretório Municipal do Prós de Pocinhos
Pelo presente, o presidente municipal do Prós de Pocinhos, Márcio Quênio Guimarães vem comunicar a todos os pocinhenses e a Paraíba em geral, que o seu filiado Helio Magalhães de Melo, conhecido como Hélio do Frango, que era apresentado a Pocinhos como pré-candidato a prefeito pelo partido, sendo uma opção para patrocinar a união do grupo do prefeito Claudio Chaves vitorioso nas duas ultimas eleições municipais, resolveu desistir de concorrer a qualquer cargo no pleito que se avizinha, explicitando os motivos a este diretório.
A justificativa apresentada pelo filiado, e acatada pela direção do Prós foi a falta de definição por parte do grupo, bem como o descumprimento de vários acordos estabelecidos para a a escolha do candidato através de pesquisas, e que o candidato do PDT aceitou e descumpriu por diversas vezes. “Aceitei colocar meu nome não como vontade e sim com o desejo de unir e levar a Pocinhos a possibilidade de um trabalho voltado aos pocinhenses, sem ambição política, colocando sempre como uma das opções do partido e do grupo, visando a união, na democracia só se pode pedir voto, se estiver preparado para votar e ser votado. Como não conseguimos manter a unidade retiro meu nome e me afasto do pleito, participando apenas como um eleitor”, disse Hélio do Frango.
Seguindo então a decisão do filiado, e da forma como foi encaminhado e descumprido os acordos firmados para escolha do candidato o Prós se coloca agora em processo de espera, zerando todos os acordos firmados e tomará as decisões futuras após reunião com todos os filiados.
A direção do Prós e seus pré-candidatos a vereadores irão se reunir nos próximos dias e decidir quais os novos caminhos que seguirão.

Atenciosamente

Márcio Guimarães
Presidente Municipal do Prós de Pocinhos




pagina1pb

Nenhum comentário