Header Ads

BB libera R$ 3,7 bilhões de crédito para micro e pequenas empresas


O Banco do Brasil aportou o capital de R$ 3,7 bilhões para empréstimos aos pequenos negócios brasileiros através do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte(Pronampe).

O Pronampe foi criado pelo governo federal na tentativa de destravar o acesso ao crédito das micro e pequenas empresas, que têm relatado dificuldades para se financiar no segmento bancário durante a pandemia do novo coronavírus.

Primeiramente, o programa já vinha sendo operado pela Caixa Econômica Federal(CEF), que disponibilizou inicialmente R$ 3 bilhões para as micro e pequenas empresas, e agora também está disponível no Banco do Brasil, desde a última quarta-feira(1°Julho2020).

De acordo com Novaes, os gerentes do Banco do Brasil já estão conversando com os pequenos negócios que são clientes do banco para oferecer o financiamento do Pronampe. Cerca de 200 mil empresas já foram contatadas e 45 mil empréstimos já foram aprovados.

Esses recursos devem ser liberados nos próximos dias. Mas os outros micro e pequenos empresários também já podem procurar o BB, inicialmente em qualquer agência do banco e em breve também pelos canais digitais, como o aplicativo do banco.

As condições de financiamento são mais atrativas que as das demais linhas de crédito disponíveis no sistema bancário atualmente. O Pronampe conta com até R$ 15,9 bilhões de garantias do governo federal.

Os juros equivalem à taxa básica de juros(Selic), que está em 2,25% ao ano, mais 1,25%. Ou seja, a 3,5% ao ano. E o prazo prevê oito meses de carência, além de mais 28 meses de pagamento. “E o Banco do Brasil não cobrará seguro de abertura de crédito ou seguro prestamista”, acrescentou Motta.

O executivo também assegurou que esses R$ 3,7 bilhões liberados para o Pronampe não ficarão empoçados no banco. “O BB tem 2,3 milhões de clientes micro e pequenas empresas. Já estamos trabalhando do ponto de vista do crédito com elas. Já emprestamos R$ 30 bilhões a esse público desde 16 de março. E tenho certeza que o Pronampe só vai tornar mais elástica essa oferta”, informou.

Nenhum comentário