Header Ads

Romero descarta ‘lockdown’ em Campina Grande, mas assegura ampliar restrições

.



O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), deverá anunciar hoje novas medidas para ampliar o isolamento social na cidade. Mas a adoção de ‘lockdown’, nesse momento, está fora de suas pretensões. Ao blog ele disse que espera que o endurecimento das regras estimule as pessoas a seguirem com o isolamento social e provoque uma diminuição na curva crescente de casos de Covid-19.  No dia 21 de maio Campina Grande havia registrado 421 casos da doença. Ontem, dia 24, já eram 817 registros.

A adoção de ‘lockdown’ foi recomendada, no fim da semana passada, pelo Comitê Científico do Consórcio Nordeste. Na última sexta-feira representantes do Ministério Público divulgaram uma carta, alertando para o risco de colapso nos sistemas de saúde público e privado.

O número crescente de casos em Campina Grande se soma ao fato da cidade ser referência para outros 69 municípios das regiões do Brejo, Cariri e Curimataú do Estado. Caso tenhamos um aumento dos pacientes também nessas localidades será difícil encontrar espaço, nos hospitais de Campina, para atender todos os infectados com a doença.

A prefeitura mantém o comércio considerado não essencial fechado, assim como a proibição de realização de cultos e missas presenciais. Recentemente também foram interditadas as pistas de caminhada e as margens do Açude Velho, para tentar diminuir o fluxo de pessoas. Mas, na prática, o cumprimento das regras requer um esforço ainda maior do poder público, diante da falta de consciência das pessoas. As novas medidas, provavelmente, tentarão preencher essas lacunas.


JPOnline

Nenhum comentário