Header Ads

Decreto do Governo é mais rígido no confinamento e prevê ação criminal para quem desobedecer

.


O governador João Azevêdo (Cidadania) publicou neste sábado (30) decreto que restringe, ainda mais, a possibilidade das pessoas circularem, a partir da próxima segunda-feira (1º de junho), na cidade de João Pessoa e nos demais municípios da Região Metropolitana. O objetivo é prevenir e combater a disseminação da pandemia do novo coronavírus.

O documento dispõe sobre medidas gerais de contenção à proliferação da COVID-19 e estabelece, no período de 1 a 14 de junho (iniciando a partir de segunda-feira), uma política de isolamento social mais rígida nos municípios de João Pessoa, Alhandra, Bayeux, Caaporã, Cabedelo, Conde, Santa Rita e Pitimbu para o enfrentamento mais eficaz da pandemia, com o controle da circulação de pessoas e veículos nos espaços e vias públicas.

“O objetivando reduzir a velocidade de propagação da doença”, afirma o governador, no decreto.

Segundo o decreto, “as pessoas comprovadamente infectadas ou com suspeita de contágio pelo vírus deverão permanecer em confinamento obrigatório em casa, na unidade hospitalar ou em outro lugar determinado pela autoridade de saúde. Quem desobedecer estará cometendo uma infração e arcará com a devida responsabilidade, podendo responder até na esfera criminal.

Nenhum comentário