Header Ads

Advogado de Bolsonaro dispara que testemunha acusa PT como mandante da morte do presidente


Um dos advogados do presidente Jair Bolsonaro, Frederick Wassef contestou o trabalho da Polícia Federal em relação à investigação da facada que o então candidato à presidência da República levou em setembro de 2018, em Juiz de Fora.

Em entrevista ao programa “Aqui na Band” o advogado afirmou que uma “testemunha apavorada” acusa o PT de mandante do atentado a Bolsonaro. “Não estou imputando nada a ninguém, mas apenas estou relatando fatos”, disse.

Segundo Wassef, quando Adélio Bispo, autor da facada é retido, a pessoa que o detém não é alguém da Polícia Federal, conforme consta no relatório do inquérito.

“O relatório começa com uma mentira. Como sei disso? Fui procurado por esta pessoa, que é quem detém Adélio. Há uma testemunha que o detém e o conduz até um prédio e ali eles ficam por um tempo. Sim, essa pessoa esteve por um tempo a sós com Adélio e tem gravação disso, vou levar à Procuradoria-Geral e à Polícia Federal”, disse durante o programa.

“Esse indivíduo deteve o Adélio; gravou o Adélio e, além desta, há outras testemunhas que me procuraram amedrontadas e narrando coisas assustadoras”, afirma Wassef.

Isto É

Nenhum comentário