Header Ads

Saúde prevê ‘explosão de casos’ de Covid 19 em Campina Grande, se houver fim do isolamento


O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, está preocupado com a possibilidade de flexibilização das medidas de isolamento social em Campina Grande. Em entrevista na manhã desta segunda-feira (13) às TV’s Paraíba e Cabo Branco, ele revelou que as estimativas são de que a cidade registre uma ‘explosão de casos’ da Covid-19, caso a população retorne ao trabalho normalmente nos próximos dias. De acordo com ele, a Secretaria de Saúde trabalha com vários cenários, que indicam a possibilidade do surgimento de 160 a 760 casos da doença.
“Nós teremos o pico na segunda quinzena de abril e durante o mês de maio. Qualquer atitude no sentido de retorno, de relaxamento do isolamento, ela terminará 15 dias depois em pico na incidência dos casos e de mortes. Principalmente em Campina Grande que nós temos já uma previsão de que até o dia 10 de maio, se as pessoas retornarem, teremos um pico de incidência muito elevado. Hoje nós temos só três casos confirmados em Campina, mas se a população retornar teremos um maior número de casos e de mortes. Poderemos ter de 160 a até 760 casos confirmados em Campina Grande se as pessoas retornarem e relaxarem o isolamento domiciliar”, alertou o secretário.
No último sábado, uma reunião com representantes da prefeitura, do Ministério Público, da Secretaria de Saúde do município e de entidades do comércio decidiu pela reabertura gradual das lojas do Centro da cidade a partir do dia 20 deste mês. O encontro, realizado por vídeoconferência, acabou com críticas feitas pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade, Artur Bolinha. Ele defendia a antecipação da reabertura já para esta semana.
Hoje o prefeito Romero Rodrigues (PSD) disse que a prefeitura vai anunciar amanhã um plano para reabrir os estabelecimentos. O documento deverá conter medidas de prevenção à doença e fiscalização das lojas.

Leia também:

COVID-19: PROFESSOR ACUSA SECRETÁRIO DE SAÚDE DA PB DE COPIAR E DISTORCER DADOS DO SEU RELATÓRIO PARA “TOCAR TERROR NA POPULAÇÃO”


jornaldaparaiba

Nenhum comentário