Header Ads

Produtores de cachaça doam álcool 70% para combate ao coronavírus


A Associação dos Produtores de Cachaça de Areia (APCA) decidiu doar para a rede municipal de saúde parte da sua produção de álcool 70%. Nessa concentração, o álcool é eficiente para combater vírus, fungos e bactérias. A decisão foi tomada em virtude da pandemia do coronavírus. Até o momento, a Paraíba tem um caso confirmado da doença e 114 seguem em investigação.
    O produto deve ser distribuído à população, postos de saúde e hospitais do município paraibano, que é um dos mais importantes polos de produção de cachaça do país.
    Fazem parte da Associação dos Produtores de Cachaça de Areia (APCA), as marcas: Aroma da Serra, Cristal de Areia, Elite, Ipueira, Matuta, Princesa do Brejo, Serra de Areia, Triunfo, Turmalina da Serra e Vitória.
    O etanol a 70% pode ser produzido pelos mesmos equipamentos – alambiques ou colunas de destilação – que produzem a cachaça. Na verdade, tudo é basicamente uma questão de concentração. A cachaça é – de maneira muito simplificada – etanol bem mais diluído (38% a 48%), acrescido das nobres artes do alambiqueiro.
    A iniciativa da APCA foi elogiada pelo deputado estadual Eduardo Carneiro. Para o deputado, seria essencial que outras entidades e empresas do setor pudessem seguir o exemplo da Associação dos Produtores de Cachaça de Areia.
    “Também é importante avaliar as formas de reduzir os impactos no próprio setor, em um momento em que a demanda, com todas as restrições ao funcionamento de bares e restaurantes, deverá ter uma queda”, destacou.

    Portalcorreio

    Nenhum comentário