Header Ads

Prefeitura de Lagoa Seca/PB decide seguir decreto do Governo do Estado e volta a suspender abertura do comércio nesta segunda


Preocupado com o avanço do Covid-19f o prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho da Silva, suspendeu a publicação do decreto anunciado neste sábado (28) e resolveu acatar as determinações e orientações do documento assinado pelo governador João Azevedo que prevê o fechamento dos estabelecimentos comerciais que não se enquadram nos segmentos essenciais.
Com a norma, a partir desta segunda (30), apenas estabelecimentos que prestam serviços considerados essenciais como supermercados, postos de gasolina, mercadinhos, farmácias, distribuidoras de água e gás estarão autorizados a funcionar.
O atendimento presencial nas agências bancárias do Estado, que será restringido ao pagamento de salários, aposentadorias e benefícios do Bolsa Família e aos serviços que não podem ser realizados nos caixas eletrônicos e canais de atendimento remoto. A casa lotérica e o Pagfácil também poderão a funcionar, devendo organizar e priorizar o atendimento para os pagamentos dos beneficiários do Bolsa Família.
Os estabelecimentos deverão adotar medidas de proteção aos seus funcionários, clientes e colaboradores, estabelecendo a distância de 1,5 metros entre cada pessoa.
Ainda de acordo com o Decreto Estadual lanchonetes, restaurantes e panificadoras poderão executar os serviços em caráter de entrega (delivery) ou retirada no estabelecimento (drive-thru).
Os demais estabelecimentos que não se enquadram aos serviços essenciais deverão fechar as portas, como bares, churrasquinhos, lojas de eletrodomésticos, departamento, lava-jatos, óticas e salões de beleza. A mesma proibição acontece serve igrejas, cultos e atividades esportivas que reúnam mais de 10 pessoas.
Para garantir o cumprimento, equipes da Policia Militar e Vigilância Sanitária trabalharão de forma conjunta tanto na zona urbana, quando na zona rural do município.


blogdomarciorangel

Nenhum comentário