Header Ads

Nova direção no PSB da Capital: Cassandra assume comando


A ex-diretora executiva do Iphaep (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba), Cassandra Eliane Figueiredo Dias, foi investida na presidência da comissão provisória da executiva municipal do Partido Socialista Brasileiro em João Pessoa, enquanto a deputada estadual Estelizabel Bezerra foi mantida no cargo de vice-presidente. Oficialmente, o período de atuação da nova gestão iniciou-se a 14 de março e se estenderá até trinta de outubro. Cassandra foi exonerada da direção do Iphaep no ano passado pelo governo João Azevêdo.
O PSB da Capital sofre os reflexos do processo de reestruturação decorrente de medidas tomadas pelo ex-governador Ricardo Coutinho, com o aval do presidente nacional do partido, Carlos Siqueira e que precipitaram o rompimento do atual governador João Azevêdo com o antecessor. Azevêdo filiou-se ao “Cidadania”, enquanto Ricardo, que usa tornozoleira eletrônica como consequência de determinação judicial associada à Operação Calvário (desvios na Saúde e Educação) busca recompor quadros e preparar a legenda para as eleições municipais de outubro. Coutinho foi o mentor da dissolução do antigo diretório estadual do PSB, presidido por Edvaldo Rosas, secretário de Governo de Azevêdo, que também foi destituído da direção. O episódio motivou rompimento de Azevêdo com o antecessor, alegando que não havia sido consultado sobre as deliberações.
Em João Pessoa, o diretório municipal que era presidido pelo professor Ronaldo Barbosa passou por dissolução em outubro do ano passado, logo após a dissolução do estadual em setembro. A deputada Estelizabel Bezerra, em declarações ao “Correio da Paraíba”, falou da importância da nova composição do diretório socialista na Capital e da expectativa em relação ao trabalho que será feito em preparação à disputa das eleições municipais. De acordo com a deputada, a composição levou em conta pessoas que já participam da legenda há muito tempo e que têm fidelidade aos princípios do PSB. “São pessoas dos nossos quadros que já estiveram na Juventude Socialista, nos movimentos populares, e vem construindo o PSB partidariamente por muitos anos”, avaliou Estelizabel.
A mudança na direção não propiciou, até agora, ações efetivas do Partido Socialista para se fortalecer por meio de adesões e ao mesmo tempo sinalizar pré-definições quanto ao lançamento de candidatura à prefeitura de João Pessoa. A preferência pelo nome do ex-governador Ricardo Coutinho como candidato à sucessão de Luciano Cartaxo (PV) é praticamente unânime dentro do PSB atual. Ricardo, que tenta se desvencilhar de problemas judiciais resultantes da Operação Calvário, deixou claro que não tem obsessão por concorrer ao cargo, que exerceu em duas oportunidades (2004 e 2008). A sustação dos debates político-eleitorais tem sido inevitável em virtude da eclosão do coronavírus. O próprio ex-governador tem se utilizado de redes sociais para avaliar criticamente as medidas do governo federal, do governo do Estado e da prefeitura de João Pessoa para enfrentamento à pandemia, formulando sugestões pontuais, como a reabertura de hospitais que estavam desativados.


osguedes

Nenhum comentário