Header Ads

Ricardo Coutinho sabia da “compra” de conselheiros do TCE: “Arthur tem que chegar junto”


Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba foram alvo da sétima fase da Operação Calvário, que levou para a cadeia parte da organização criminosa liderada por Ricardo Coutinho e desbaratada através de investigações do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba.
À época da deflagração da fase “juízo final” da Operação Calvário, em dezembro de 2019, os conselheiros e ex-presidentes do TCE-PB, André Carlo Torre Pontes, Nominando Diniz e Arthur Cunha Lima foram alvos de mandados de busca e apreensão, sob acusação de favorecimento à organização criminosa . Os conselheiros Arthur Cunha Lima e Nominando Diniz foram afastados de suas funções, após uma decisão do Superior Tribunal da Justiça (STJ).
Conversa gravada pelo delator Daniel Gomes, revela que o ex-governador e ex-presidiário Ricardo Coutinho sabia nas negociatas envolvendo os conselheiros da Corte de Contas. Daniel comenta com Ricardo sobre os problemas dos processos do Tribunal de Contas e que vai conversar com Gilberto Carneiro. Especificamente falam sobre o Conselheiro Arthur Cunha Lima, quando Daniel Gomes comenta ter conversado sobre custos para aprovar os processos. “A única coisa que a gente tem, no caso da Cruz, são os processos no Tribunal de Contas que ainda não julgou. Isso que me preocupa. Eu vou falar até com Gilberto, eu vou falar com ele assim que eu sair daqui, que eu tô tentando ver se o Arthur julga 2012”, disse Daniel. “É… Arthur tem que chegar junto”, responde Ricardo Coutinho.
Em seguida, ainda de acordo com a gravação, Daniel Gomes e Ricardo Coutinho tratam sobre outro processo, esse com relatoria do conselheiro Nominando Diniz, como também procedimento do Ministério Público Estadual, que Bertrand Asfora, então Procurador-Geral de Justiça da Paraíba, “teria resolvido”.
Confira a degravação:
DANIEL: Inclusive a única coisa que a gente tem na… no caso da Cruz são os processos no Tribunal de Contas que ainda não julgou. Isso que me preocupa. Eu vou falar até com GILBERTO, GILBERTO saiu aqui agora até pedi pra ele, eu vou falar com ele assim que eu sair daqui, que eu tô tentando ver se o ARTHUR julga 2012.
RICARDO: É… ARTHUR tem que chegar junto, porque ele não…
DANIEL: Eu já pedi pra ele me dizer até qual é o custo, entendeu? Veja qual é o custo, o que é que precisa, o que é que tem que fazer, com quem é, pra gente resolver senão, quanto mais tempo passa, pior é. E o NOMINANDO tá com os outros mas se a gente mata 2012… porque os assuntos são os mesmos…
RICARDO: É.
DANIEL:… então se aprovar 2012, os outros, foi tudo tranquilo. Aí… enfim, fora isso, que eu saiba é… tinha um caso de MP que eu até lhe perguntei aquela vez, mas o BERTRAND acho que resolveu, era o único caso que a gente tinha, que era um antigo, GILBERTO tá cuidando disso mas fora isso não tem mais nada. Tá tudo tranquilo. Na CRUZ a gente iniciou o contrato novo agora dia primeiro e “tamos”… já apresentamos tudo lá, as contas finais lá pra Secretaria, tem só uns resíduos lá de reequilíbrio mas eu acho que as contas todas estão mais ou menos batendo, acho que não vai dá nenhum problema não. LIVÂNIA tá acompanhando isso bem de perto lá com a CLÁUDIA. Eu tenho mantido elas informadas de tudo, então essa parte tá, tá direito.


paraibaradioblog

Nenhum comentário