Header Ads

CMCG

MP arquiva denúncias que pediam a anulação da eleição para conselhos tutelares de Campina Grande


O Ministério Público arquivou as denúncias de irregularidades que pediam a anulação do processo eleitoral para escolha de novos conselheiros tutelares de Campina Grande.  A decisão por arquivar o procedimento foi tomado pela promotora Elaine Cristina, que acompanhou a realização do pleito na cidade. O MP analisou a representação feita em relação à atuação da Comissão Eleitoral e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. Condutas de alguns candidatos, porém, continuam sendo investigadas individualmente.
Os 20 novos conselheiros tutelares de Campina Grande foram eleitos no dia 06 de outubro. Eles serão distribuídos em 4 regiões, cada uma delas com equipes formadas por 5 conselheiros. “As condutas irregulares atribuídas a candidatos específicos passaram a ser apuradas em feitos diversos”, assinala a promotora. O MP avaliou fotografias, depoimentos, áudios e vídeos que embasaram as denúncias, mas considerou que o material não teria força para provocar a anulação de todo o pleito.

“Vídeos: totalizam 12 arquivos constantes do CD. Da mesma forma que as imagens apresentadas nas fotos , expõem comportamentos que supostamente consubstanciariam em condutas assemelhadas às condutas vedadas, e que teriam ocorrido dentro e/ou próximo dos locais de votação. Mais uma vez renovo que condutas praticadas por candidatos e/ou apoiadores devem ser investigadas de forma individual e específica”, explica Elaine Cristina.

Nenhum comentário