Header Ads

Vice-prefeito de Conde renuncia e expõe crise com prefeita Márcia Lucena


O vice-prefeito da cidade de Conde, na Grande João Pessoa, Temístocles Ribeiro Filho (PEN), renunciou ao mandato na tarde desta segunda-feira (23). Em carta aberta e lida no Plenário da Câmara de Conde, ele disse que sofreu perseguição por parte da prefeita da cidade, Márcia Lucena (PSB), e classificou a gestão de “coronelismo moderno”.
Antes uma ilha de aparente tranquilidade política, frente ao caos das gestões de Cabedelo, Santa Rita e Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP), Conde já enfrenta escândalos com vereadores e agora escancara uma crise entre Temístocles Ribeiro e a prefeita, alvo de várias acusações na carta publicada por ele.
Na carta, ele afirma que depois da posse, viu que o discurso adotado por candidatos na campanha eleitoral não teria sido aplicado na prática nos mandatos e decidiu se afastar do que chamou de “projeto de poder que estava sendo implantado na cidade”. A partir dessa decisão, ele afirma que passou a ser perseguido.
Entre as perseguições, ele afirma que foi afastado da função de médico que ocupava no Hospital de Trauma de João Pessoa. “Quando fui eleito, acreditei que essa forma de politicagem retrógrada, atrasada e barata, baseada em xingamentos e perseguições iria ter um fim, porém isso não aconteceu”, escreveu.
Temístocles explica ainda que exerce a função de médico ortopedista como prestador de serviço do Ortotrauma de Mangabeira, em João Pessoa, aos fins de semana, de forma legal, mas que isso teria sido tratado como ilegalidade a partir de apurações da prefeita de Conde, Márcia Lucena (PSB).
“A gestora de Conde se utilizou de documentos falsos e de inverdades processuais para levar autoridades ao erro em denúncias apócrifas de acúmulo de cargos e utilizou isso como ferramenta para mais uma vez voltar seu arsenal de ataques e perseguições contra mim”.
Ele ainda acusa a prefeita Márcia Lucena de fazer viagens internacionais de forma “constante” e que o Legislativo teria sido comunicado sobre isso, mas não investigou.
A Prefeitura de Conde foi procurada por meio da assessoria de comunicação para comentar as acusações feitas por Temístocles contra Márcia Lucena, mas apenas confirmou a renúncia do vice-prefeito e não deu mais detalhes.

Portal Correio

Nenhum comentário