Header Ads

CMCG

Em audiência com o ministro da Saúde, Romero recebe a garantia de liberação de recursos para custeio da saúde de Campina Grande



Prefeito conquistou também dinheiro extra para o setor de oncologia e parceria no Hospital da Criança e na construção de uma nova maternidade


Ao fim de uma audiência que considerou “extremamente produtiva e positiva para Campina Grande”, o prefeito Romero Rodrigues foi recebido, na tarde desta quinta-feira, 30, pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em Brasília. Com uma pauta que incluía questões de curto, médio e longo prazos, Romero comemorou o fato de que, já agora em junho, o ministério já começa a liberar os recursos para custeio dos serviços mantidos pela Secretaria Municipal de Saúde.

Acompanhado do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab – responsável pela articulação política que viabilizou em curto espaço de tempo a audiência - Romero Rodrigues teve a oportunidade de expor ao ministro os problemas recorrentes que a gestão tem enfrentado por conta das limitações financeiras para sustentar a ampla rede de assistência de saúde bancada pelo Município. Luiz Mandetta disse compreender o drama administrativo e assegurou imediata resposta por parte do ministério.

Já agora, a partir de junho, segundo o ministro, os repasses terão início para o Município. Os recursos têm como fonte emendas parlamentares implementadas por boa parte dos congressistas paraibanos. No total, tratam-se de R$ 21 milhões, mas que serão liberados de forma parcelada, segundo Mandetta. O prefeito Romero disse que pretende priorizar a atualização da folha salarial dos prestadores de serviços da saúde municipal e outras demandas mais urgentes.

Durante a audiência, Romero apresentou ao ministro e dele teve a solidariedade em relação ao repasse de recursos extras para viabilizar os serviços da área de oncologia (tratamento de câncer), notadamente dentro da parceria com o hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP) . Em 2012, o município investia menos de R$ 9 milhões no setor. Atualmente, o patamar chega a R$ 16 milhões, com o mesmo valor repassado pelo ministério. Na prática, a Prefeitura absorve a considerável diferença.

Hospital da Criança e nova maternidade

Em relação aos dois outros pontos da pauta apresentada pelo prefeito Romero Rodrigues na audiência da tarde desta quinta-feira, o ministro Luiz Mandetta mostrou-se também muito receptivo e solidário aos pleitos de Campina Grande: Hospital da Criança e do Adolescente e a construção de uma nova maternidade.

De pronto, o ministro autorizou Romero a já cadastrar no sistema do MS o pedido formal para apoio integral ao processo de compra de todos os equipamentos do novo Hospital da Criança e do Adolescente, em construção e com previsão de conclusão da obra em 2020.

Sobre o apoio para a construção da nova maternidade, Luiz Mandetta orientou Romero a acelerar a apresentação do projeto executivo e com a previsão dos custos para que o ministério coloque na programação orçamentário-financeira, em caráter prioritário.

Nenhum comentário