Header Ads

CMCG

Pedro lamenta descaso do Governo com população de Campina que sofre sem água na torneira



No Dia Mundial da Água o povo de Campina Grande tem muito mais a lamentar do que comemorar, é que o segundo maior município da Paraíba está há sete dias sofrendo com o desabastecimento de água e o problema atinge toda população da cidade e região. O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) lamentou o transtorno vivido pelos campinenses. “O desabastecimento que atinge Campina Grande é a prova viva da negligência do governo do Estado com a segurança hídrica. O que acontece na cidade é inadmissível visto o recente racionamento que castigou Campina por mais de dois anos", disse.

O desabastecimento afetou serviços essências para o bom andamento do município. A cidade, inclusive, entrou em estado de calamidade pública. O Hospital da FAP, que atua no tratamento de pessoas com câncer, precisou suspender as cirurgias eletivas. Na educação, a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) cancelou as aulas e no setor de vendas, alguns estabelecimentos fecharam as portas. "Quando o hospital fecha as portas, o comércio é afetado e a educação é atingida de forma negativa é sinal de que o Estado se encontra em decadência, falido e só quem sofre é o povo, é o mais necessitado", lamenta o parlamentar.

Além de Campina Grande os municípios de Queimadas, Barra de Santana, Caturité, Lagoa Seca, São Sebastião de Lagoa de Roça, Matinhas, Alagoa Nova e Pocinhos também sofrem com o desabastecimento de água devido a uma pane elétrica na Estação de Tratamento de Gravatá, no Agreste Paraibano, na noite da última sexta-feira (15). “Campina nunca foi prioridade para essa gestão do PSB, mas água é item essencial. Precisamos de obras estruturantes e segurança hídrica”, disse. 

Dados – A Paraíba possui 129 açudes monitorados pela Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa). Desse total, 25,6% (33 açudes) estão em estado considerado crítico, com menos de 5% da sua capacidade e 40 reservatórios (31%) encontra-se em observação, pois estão com volume inferior a 20%.

Nenhum comentário