Header Ads

CMCG

CMCG realiza sessão especial em comemoração aos 36 anos das Malvinas


A Câmara Municipal de Campina Grande realizou nesta quinta-feira (21) sessão especial para comemorar os 36 anos do conjunto residencial Álvaro Gaudêncio, que fica na zona oeste de Campina Grande e é popularmente conhecido pelo nome de Malvinas. A propositura é de autoria do vereador Anderson Maia. O conjunto que se tornou bairro recebeu esse apelido porque no dia 23 de março de 1983 houve um movimento de ocupação das casas construídas pela CEHAP e nessa época acontecia a guerra das Malvinas entre a Argentina e a Inglaterra.

O vereador Anderson Maia disse em sua fala que se sente apenas como um interlocutor daqueles que são os protagonistas da história das Malvinas e que deixaria que eles fizessem as devidas homenagem ao bairro pelos seus 36 anos de lutas. “Os representantes e moradores das Malvinas tem as histórias de vida que construíram este grande bairro e que ainda contribuem para o seu desenvolvimento”, completou.

A vereadora Ivonete Ludgério, presidente da Câmara Municipal, disse que as Malvinas é parte da história da Campina Grande e que o bairro merece todas as homenagens de todos os vereadores e de toda a comunidade campinense. “São 36 anos de lutas e conquistas; sabemos que muito deve ser feito ainda, mas estamos aqui na Câmara para lutar por todos os malvinenses”, disse Ivonete.

A presidente da associação de moradores do bairro, Dona Maria da Guia dos Santos disse com historiadora, lembra que na época da ocupação muitas pessoas vieram de outros bairros da cidade para “formar um mosaico de azulejos na grande luta travada na formação do bairro-cidade das Malvinas”, enfatizou.

O poeta Aziel Lima lembrou a contribuição do ex-morador e ex-líder comunitário das Malvinas, Jairo Miranda que faleceu ano passado vítima de acidente de moto e durante a sessão declamou uma poesia para homenagear o bairro. “Malvinas querida, tu és uma guerreira de grande valor, sou teu inquilino, tu me viu menino e me abrigou, Malvinas, Malvinas do pai do filho, do irmão e do avó, Malvinas, és heroína de grande valor ”, finalizou Aziel.    

O vereador Álvaro Farias lembrou da luta das pessoas na conquista de suas moradias. “Foi a duras penas que hoje comemoramos os 36 anos do bairro que foi muito importante na expansão da cidade”, frisou Álvaro.

Já o vereador Pimentel Filho disse que a luta dos vereadores que é uma extensão da luta dos dos representantes do bairro presentes à sessão. “As Malvinas tem garra; foi uma luta muito grande e lembro que quando chegavamos com carros-pipa, a polícia tentava impedir o atendimento às pessoas”, citou Pimentel e completou dizendo que o governo do estado, à época, deu as condições aos moradores de tornarem proprietários dos imóveis.

O vereador Janduy Ferreira disse que se sente um legítimo representante do bairro. “Faço parte da história das Malvinas há 10 anos e lembro que lá me estabeleci com um pequeno comércio”, lembrou o vereador Janduy.
 
A sessão especial em homenagem às Malvinas também contou com a presença de muitas lideranças comunitárias daquele bairro como Dona Dorinha do Chico Mendes, que disse “O Chico Mendes é filho das Malvinas” e que este conjunto já deveria ter sido elevado à categoria de bairro. Ainda estiveram presentes, os líderes comunitários Beto da Geladeira; Delfino Dantas, da rádio comunitária Lagar FM; Jô Veículos; João Cinésio, do Conselho de Meio Ambiente, entre outras lideranças.  

Nenhum comentário