Header Ads

CMCG

Campina realiza III Conferência da Pessoa Idosa com registro de público recorde


Foi realizada em Campina Grande na sexta29, a III Conferência Municipal da Pessoa Idosa. O evento aconteceu durante todo o dia nas dependências do SESC Centro e contou com um número maior que o esperado pela organização do evento.

Eram esperados, após a conclusão das pré-conferências que foram realizadas nas áreas de atuação dos Centros de Referência da Assistência Social, 300 participantes.

Ao final do período de inscrição que aconteceu pela manhã, foi constatada a participação de 353 pessoas, na sua maioria, idosas. Na soma dos técnicos sociais, convidados e pessoal de apoio, ultrapassou o número de 400 participantes.

“Isso é muito importante, pois todos os participantes vão não só participar dos eixos temáticos à tarde, mas também indicar políticas públicas para as conferências estadual e nacional”, destacou Eraldo Moura, Presidente do Conselho Municipal da Pessoa Idosa.

O tema deste ano foi: Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas.

Com um auditório lotado foi dado inicio a III Conferência da Pessoa Idosa de Campina Grande tendo como apresentação cultural o Grupo de Idosos do Centro de Convivência do Idoso mantido pela prefeitura de Campina Grande e localizado no Bairro Cuités. Eles apresentaram a Dança do Ventre e do Véu chamando a atenção dos presentes pela desenvoltura.

A Secretária da Assistência Social Eva Gouveia representou o Prefeito Romero Rodrigues lembrando as conquistas na política para pessoa idosa.

“A gestão do Prefeito Romero Rodrigues tem um real e verdadeiro compromisso com a execução de políticas públicas que atendam a pessoa idosa”, disse em seu discurso Eva Gouveia.

Depois de distribuídos em três eixos de discussão, os participantes apresentaram alguns pontos que foram deliberados e votados em plenário e serão apresentados pelos delegados nas Conferências Estadual e Federal.

Dentre os pontos os participantes apresentaram: Articular, com a esfera estadual, a criação de programas para as pessoas idosas, que envolvam as áreas de cultura e lazer; Criar Centros de Convivência descentralizados para idosos em parceria com o município; Reivindicar ao Conselho do Idoso e ao Ministério Público a fiscalização das empresas, fazendo valer a gratuidade dos transportes interestaduais, dentre outros pontos.

Nenhum comentário