Header Ads

CMCG

João Dantas é diplomado no Instituto Histórico de Campina Grande na cadeira do poeta Ronaldo Cunha Lima



O produtor cultural, pesquisador, cenógrafo, teatrólogo e vereador João Dantas (PSD), que atualmente lidera a bancada governista na Câmara Municipal, foi diplomado como membro do Instituto Histórico de Campina Grande, para ocupar a cadeira número 39 que tem como patrono o poeta Ronaldo Cunha Lima.

Recebendo o diploma das mãos do presidente Wanderley de Brito, João Dantas agradeceu afirmando que é uma responsabilidade enorme que recai em seus ombros a de ocupar a cadeira do poeta Ronaldo Cunha Lima. Após recitar alguns verso do ex-governador, Dantas relatou algumas das ações em prol da cultura e do patrimônio histórico de Campina Grande.

João Dantas é um pesquisador da cultura e do homem nordestino. Desenvolveu longa pesquisa de campo sobre o cangaço, visitando e entrevistando parentes de cangaceiros do bando de Lampião. Além disso, João Dantas esteve à frente diversas atividades que buscam a valorização da cultura e da história de Campina Grande.

Sítio São João

Também idealizou e fundou o Sítio São João, com a proposta de valorizar a cultura popular, o sítio é um espaço cenográfico que remonta a um vilarejo rural da década de 30, com imóveis como a casa de farinha, o engenho de cana, a bodega, uma difusora, entre outros. Em parte do dia acontece apresentações de trios de forró. Hoje o Sítio São João é uma das principais atrações turísticas do Brasil durante o período junino.

Na Câmara Municipal

Na Câmara Municipal de Campina Grande, João Dantas tem um histórico de proposituras que buscam valorizar o patrimônio histórico e cultural de Campina Grande. Dantas é um dos idealizadores e o autor do Projeto de Lei que criou o monumento aos Tropeiros da Borborema, localizado no antigo posto Berro D’água, em homenagem aos 150 anos de Campina Grande.

Outra bandeira encampada por João Dantas visa a criação do Memorial do Maior São João do Mundo, onde seria construída uma estátua de São João Batista com mais de 75 metros de altura, sendo assim, a maior escultura católica do mundo, ultrapassando em altura, o Cristo Redentor no Rio de Janeiro e a estátua de Santa Rita de Cássia no Rio Grande do Norte.

João é o autor do Projeto de Lei que cria o Memorial Urbano de Campina Grande. Este projeto visa identificar todos os monumentos e estátuas de Campina Grande através de placas de metal padronizadas, onde nelas serão contadas as histórias dos personagens ali retratados.

Outro projeto dele visa criar o Memorial Poeta Ronaldo Cunha Lima, em homenagem a um dos homens públicos mais importantes de Campina Grande e da Paraíba. João pretende criar um museu com todas as obras literárias, toda sua atuação parlamentar no Congresso Nacional e ainda como prefeito de Campina Grande e Governador da Paraíba.

Nenhum comentário