Header Ads

CMCG

Nova Gestão em Cabedelo destaca economia de mais de R$ 4 milhões


Com uma política voltada ao controle de gastos e ao respeito com o dinheiro público, a Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC) conseguiu aumentar o investimento em obras pela cidade e reduzir os gastos com diárias e contratações temporárias.

É o que revela a Evolução de Despesas Orçamentária Municipal do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Comparado com 2017, a PMC investiu, até agosto, mais de 92% em obras pela cidade. O gráfico mostra que, este ano, já foram convertidos R$ 2,6 milhões em obras, contra R$ 1,3 milhão em todo o ano passado.
Comparando o mesmo período, os gastos com diárias foram reduzidos em 35%, e as despesas com contratação por tempo indeterminado, em 22%, gerando uma economia de quase R$ 4 milhões aos cofres municipais.
A folha de pagamento também obteve uma significativa redução, de 30%. Logo ao assumir a gestão, o prefeito Vitor Hugo anunciou a exoneração de servidores fantasmas e a extinção de cargos com supersalários (de R$ 10 e R$ 5 mil). As medidas geraram, de imediato, uma economia de mais de R$ 5 milhões.
“Cabedelo possui uma das maiores arrecadações do Estado. Mas também possuía uma das Folhas mais inchadas, com cargos sendo usados como moeda de troca política. Ao assumirmos, reunimos nossa equipe técnica e conseguimos enxugar significadamente a Folha, o que nos permitiu investir, de imediato, em calçamento e pavimentação de ruas, a exemplo do projeto Pavimenta Cabedelo, o maior na área de infraestrutura visto na cidade. A prova de uma gestão consciente, responsável e comprometida com o desenvolvimento da cidade está ai, e o TCE atesta com esse gráfico de Evolução de Despesas Orçamentária Municipal. Assumimos a Prefeitura para fazermos gestão, e não política. Os números comprovam isso, e quem anda pela cidade, também”, comemora Vitor Hugo.


Secom-Cabedelo

Nenhum comentário