Header Ads

CMCG

HUAC oferece serviço multidisciplinar para quem quer deixar de fumar

Parar de fumar sempre vale a pena em qualquer momento da vida. Desde 2007, o Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), vinculado à Universidade de Campina Grande (UFCG) e à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, abriga um Programa Multidisciplinar de Tratamento do Tabagismo (PMTT).
O trabalho tem coordenação geral da médica Deborah Dantas, que é professora do curso de Medicina da UFCG, com doutorado em Medicina e Saúde pela Universidade Federal da Bahia. A iniciativa já beneficiou mais de 700 pessoas.
“O PMTT  foi iniciado em 2007, como projeto de extensão, tornando-se posteriormente um programa permanente, aprovado e recomendado pelo Ministério da Educação e Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão da UFCG. Hoje, o serviço conta com a participação de mais de 60 pessoas, entre professores e alunos de seis cursos de saúde de três universidades parceiras“, explica Deborah Dantas.
O programa tem os seguintes cursos envolvidos atualmente: Medicina, Psicologia, Odontologia, Farmácia, Educação Física e Nutrição.
A Paraíba é o terceiro Estado do Brasil com maior número de usuários de tabaco acima de 15 anos de idade. Os dados são da Pesquisa Especial de Tabagismo, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, publicada em 2010.
Além disso, segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer e da Secretaria do Estado da Saúde, existem mais de 500.000 fumantes na Paraíba. Por ano, 2,5 mil pessoas morrem no Estado em consequência do fumo.
O atendimento dos pacientes é semanal, sempre às sextas-feiras, a partir das 13h. Já o ingresso de novas pessoas no programa é feito toda primeira sexta-feira de cada mês. São ofertadas 30 vagas, mensalmente, para novos integrantes.
O serviço tem como público-alvo tabagistas maiores de 18 anos de ambos os sexos, brasileiros natos ou naturalizados.
Segundo a coordenadora do programa, ainda hoje, o tabagismo é um problema de saúde pública sério, sendo considerado uma verdadeira pandemia mundial.
“Por isso, nosso objetivo é contribuir para a diminuição dos índices de tabagismo na Paraíba, orientando sobre os males causados pelo fumo e oferecendo assistência multiprofissional e multidisciplinar”, afirma Deborah Dantas.
O serviço também inclui distribuição de medicamento adotado pelo Sistema Único de Saúde para o tratamento do tabagismo, o qual é ofertado pela Secretaria de Saúde do município de Campina Grande.
Infarto do miocárdio, enfisema pulmonar, AVC, câncer de pulmão, boca, laringe, esôfago, bexiga e rins, entre outros; impotência sexual no homem; infertilidade da mulher; danos ao feto; hipertensão e diabetes estão entre os cerca de 60 problemas de saúde que têm relação direta com o tabagismo.

Nenhum comentário