Header Ads

CMCG

Procurador da República afirma que software utilizado no sorteio das casas do Aluízio Campos garantiu segurança ao processo


Desenvolvido pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), através do Departamento de Sistemas e Computação, o software utilizado para a realização do sorteio das unidades habitacionais do Complexo Aluízio Campos, realizado na manhã desta quarta-feira, 31, garantiu mais segurança ao processo.

Foi o que afirmou o Procurador da República Bruno Barros, que acompanhou e auditou todo o sorteio.

“O programa foi desenvolvido por uma equipe da área de computação da UFCG, uma equipe renomada e que já tem atuação na área de combate à corrupção e em transparência pública. O sorteio foi feito com o programa de maneira aleatória e segura, sem qualquer tipo de beneficiamento ou interferência”, pontuou.

O Ministério Público Federal (MPF) acompanhou todos os passos da seleção dos inscritos para o Conjunto Habitacional do Aluízio Campos, inclusive nesta fase final, com simulações realizadas como teste na última terça-feira, 30, na sede do MPF, onde os computadores e CDs contendo a lista de nomes criptografados foram confinados em um cofre até a hora do sorteio.

“Nós acompanhamos esse procedimento desde as inscrições, no final de 2015. Neste momento do sorteio, o Ministério Público se fez presente realizando um sorteio simultâneo. Todos os resultados obtidos foram idênticos, o que confirmou que o sorteio foi feito de maneira correta”, destacou o procurador Bruno Barros.

Segundo os desenvolvedores do software, o sistema só funciona com o acionamento de duas chaves virtuais - uma de responsabilidade do MPF e outra, da Secretaria de Planejamento – que se complementam.

Além disso, a transformação de nomes em números e depois a descriptografia também foi fiscalizada pelo MPF, a fim de garantir a todos a isenção do sorteio. EQUIPE DA UFCG – Integram a equipe responsável pelo desenvolvimento e aplicação do software do sorteio das casas do Aluízio Campos os professores do Departamento de Sistemas e Computação da UFCG, Dr. Nazareno Andrade e Dr. João Arthur Brunet Monteiro e o doutorando Felipe Vieira Falcão.

O professor doutor Nazareno Andrade trabalhou na University of British Columbia (sanduíche) e Hewlett Packard Labs Bristol (estágio) e foi pesquisador visitante também na Delft University of Technology (TUDelft).

Atualmente ele é professor da Universidade Federal de Campina Grande, pesquisando principalmente nos seguintes temas: sistemas colaborativos, computação social, computação aplicada à música, computação por humanos e sistemas distribuídos.

Já o professor doutor João Arthur Brunet Monteiro, fez estágio na Microsoft Research – Redmond e na University of British Columbia (UBC). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software Experimental.

Durante o doutorado, ganhou o prêmio de segundo melhor trabalho na competição Mining Challenge 2014, realizada pela conferência Mining Software Repositories. Durante o mestrado, ganhou a competição Jazoon Rookie, disputada na Suíça.

Nenhum comentário