Header Ads

CMCG

Açude de Boqueirão perde volume após transposição, mas recupera 3 centímetros em 24h


Pela primeira vez desde a chegada das águas da transposição do Rio São Francisco em 18 de abril de 2017, o açude Epitácio Pessoa em Boqueirão, perdeu água por três dias seguidos, mas se recuperou rápido.
O volume do reservatório, responsável pelo abastecimento de Campina Grande, e mais 18 cidades do Compartimento da Borborema, baixou o nível de água nos primeiros dias de janeiro.
Mesmo tendo as recargas através da transposição o manancial, começou 2018, sem receber recarga do “Velho Chico”. Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA), entre os dias 5 e 7 de janeiro deste ano, o manancial perdeu 2 cm – cerca de 150 mil m³ – de água.
Uma manutenção na obra causou a redução, segundo informou a  Aesa.
O gerente de monitoramento e hidrometria da Aesa, Alexandro Magno, confirrmou que em três dias o açude teve uma perda de pelo menos 2 cm no nível de água, o que equivale a cerca de 150 mil de m³ de água. Segundo ele, a administração do Projeto do Rio São Francisco informou que teve que desligar uma bomba de uma das estações elevatórias para montagem de outra do sistema e por isso, reduziu a vazão por cerca de cinco dias.
Depois de sofrer uma perda de 2 cm de água no volume no fim de semana, o, açude voltou a receber água. Em apenas 24h, recebeu uma recarga de 3 cm entre esta segunda-feira (8) e terça-feira (9). A melhora no volume ocorreu graças as chuvas registras em cidades do Cariri.
No município de Barra de São Miguel, as chuvas reforçaram a vazão de água no Rio Paraíba, no trecho do distrito de Floresta. Até 8h (horário local) desta terça-feira a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) não divulgou o volume de chuvas na região, mas confirmou que choveu no local.
Segundo o Departamento Nacional de Obras Contra Seca (Dnosc), com as chuvas, o volume do açude teve um aumento 3 centímetros o que equivale a cerca de 225 mil metros cúbicos de água. Com o aumento, o volume do açude chega a quase 9,7% da capacidade total.
A perspectiva é que Boqueirão receba novas recargas nos próximos dias devido a chegada do período chuvoso na região.


PBAgora 

Nenhum comentário