Header Ads

Acusado de atropelar e matar agente do Detran se cala em depoimento


O jovem Rodolpho Carlos Silva, acusado de atropelar e matar o agente de trânsito Diogo Nascimento durante uma Blitz da Lei Seca no bairro do Bessa, em João Pessoa, preferiu silenciar durante seu depoimento, na tarde desta segunda-feira (18). O interrogatório aconteceu no 1º Tribunal do Júri da Capital.


Orientado por seus advogados, Rodolpho optou por não responder às perguntas. O interrogatório foi presidido pela juíza Aylzia Fabiana Borges Carrilho.
A defesa de Rodolpho teria chegado a pedir o adiamento da audiência, por falta de uma decisão sobre o pedido de suspeição, que corre desde agosto no Tribunal de Justiça (TJ), no entanto, a magistrada afirmou que a determinação do TJ era de que o curso da instrução não fosse suspenso. Por isso, ela determinou que o interrogatório acontecesse. 
O crime aconteceu em janeiro deste ano quando o agente de trânsito Diogo Nascimento, de 34 anos, foi atropelado durante blitz que ocorria no bairro do Bessa. Segundo a polícia, Rodolpho Carlos não obedeceu à ordem de parada e tentou fugir do bloqueio. Rodolpho responde ao processo em liberdade.

Nenhum comentário