Header Ads

Luciano Cartaxo dá início ao planejamento do Programa João Pessoa Cidade Criativa em parceria com o Sebrae


O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, realizou, na manhã desta quinta-feira (16), a primeira reunião para discutir o planejamento das ações do Programa João Pessoa Cidade Criativa da Unesco, em parceria com o Sebrae, nas áreas de Artesanato e Arte Popular. Na reunião, no auditório da Estação das Artes, foram apresentadas ao grupo de trabalho, as propostas incluídas no dossiê que levou a Capital paraibana a receber o título que a coloca como uma das oito cidades brasileiras especialistas em economia criativa. Entre as propostas que deverão ser desenvolvidas, estão a criação do Laboratório de Design e Inovação para o Artesanato e a Pequena Empresa, a criação da Fábrica Social de Artesanato, uma pesquisa de Cartografia das Singularidades Culturais e o Salão Internacional de Artesanato.

“Este é um encontro importante porque estamos reunindo a prefeitura, o Sebrae, o consultor Eduardo Barroso, que foi responsável também pela elaboração do projeto que foi abraçado pela Unesco e dá uma visibilidade internacional para João Pessoa como cidade criativa. Estamos estruturando os primeiros passos neste sentido, com um cronograma de trabalho bem definido e tenho certeza que a cidade irá colher muitos frutos. Temos um potencial muito grande na arte, na cultura popular, no artesanato, então a partir daqui iremos dar passos largos não só estimular o artesanato, mas também para preservar esse patrimônio que é da cidade de João Pessoa, que é este título de Cidade Criativa”, afirmou o prefeito, Luciano Cartaxo.

De acordo com Eduardo Barroso, participar da Rede Cidades Criativas não é fácil, tanto que apenas 180 cidades de todo o mundo estão incluídas, mas João Pessoa tem todo o potencial para se destacar em todo o mundo pois está bem encaminhada na área do artesanato e arte popular. “Construímos um dossiê e fomos aprovados pela Unesco com um compromisso de ações inicialmente de cinco anos, através do qual deixaremos um importante legado para a cidade”, disse.

O título da Unesco coloca João Pessoa em uma seleta lista mundial de cidades reconhecidas por contribuir com o desenvolvimento urbano com projetos e ações que respeitam a valorização e diversidade cultural e ambiental. Através do programa João Pessoa Artesã, coordenada pela primeira-dama, Maísa Cartaxo, a Prefeitura Municipal de João Pessoa estimula e reforça iniciativas que tornam a criatividade um fator determinante para o desenvolvimento local, como no caso do projeto Sereias da Penha.

Propostas do Programa João Pessoa Cidade Criativa

Criação do Laboratório de Design e Inovação para o Artesanato e a Pequena Empresa – Será o responsável pelo processo de diversificação da oferta qualitativa de bens simbólicos produzidos e comercializados em João Pessoa, reforçando os vínculos culturais e identitários, articulando o Sebrae, a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e demais parceiros. O local servirá como um espaço de treinamento e capacitação dos artesãos.

Execução do Projeto Saberes e Sabores do Nordeste – Atendendo às orientações da Unesco, o projeto buscará diversificar a economia criativa em João Pessoa, com projetos transversais relacionando o artesanato com o design e a gastronomia.

Criação da Fábrica Social de Artesanato – Espécie de incubadora de talentos preparando artesãos mais qualificados. Será o local de produção dos produtos desenvolvidos no laboratório.

Salão Internacional de Artesanato – Buscará ampliar mercados e criar novos laços de cooperação e intercâmbio, gerando mais demanda e, consequentemente, mais trabalho e renda para os artesãos e produtores locais.

Pesquisa da Cartografia das Singularidades Culturais – Pesquisa que contemplará os demais segmentos da economia criativa, como a gastronomia, cinema, música, design, entre outros, buscando identificar as singularidades culturais locais e os ativos mais expressivos em cada um dos segmentos, sendo divulgados através de um aplicativo.

Fórum dos Secretários de Planejamento das Cidades Criativas do Brasil – João Pessoa se propõe a organizar o primeiro Fórum reunindo representantes das cidades brasileiras, podendo também ser estendido para outros países, como os da América Latina, por exemplo.

Nenhum comentário