Header Ads

Prefeito veneziano explica que denúncia do MPF diz respeito a gestão anterior

O prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital (PMDB), entrou em contato com o Portal PB Agora para informar que não procedem as denúncias veiculadas de supostas irregularidades cometidas em convênio firmado com o Ministério da Saúde em 2004. Nese período, data em que foram cometidas as supostas irregularidades, Veneziano ainda não era prefeito de Campina Grande.O débito é contra a prefeitura de Campina Grande, não contra o gestor.  

A matéria foi veiculada pelo Jornal da Paraíba e postada pelo Portal PB Agora. Segue abaixo texto do Jornal referente as denúncias:

A prefeitura de Campina Grande está sendo alvo de investigações por supostas irregularidades cometidas em convênio firmado com o Ministério da Saúde em 2004, no início da gestão de Veneziano. A instauração de um Inquérito Civil foi determinada pela procuradora da República no município, Acácia Suassuna, e publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União.

Segundo a resolução, as supostas irregularidades teriam acontecido na aquisição de equipamentos e materiais permanentes para o desenvolvimento do Programa de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência.

INVESTIGAÇÃO

Para o início das investigações, foram solicitadas à prefeitura de Campina Grande cópias do processo de dispensa de licitação e da prestação de contas relativa ao convênio. Já ao Ministério da Saúde, além de uma cópia da prestação de contas, também são solicitadas informações sobre a aprovação ou rejeição dos documentos apresentados pelo poder executivo municipal.

O prazo estabelecido para a conclusão do inquérito é de um ano. A nossa reportagem tentou contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Campina Grande, mas não obteve retorno.

Do Jornal da Paraíba com redação  

Nenhum comentário