Header Ads

Após desistir da candidatura pelo PSOL, Pablo Honorato declara apoio a Rafael Freire

 


Nesta segunda-feira (9), Pablo Honorato, que iniciou a campanha eleitoral como candidato a prefeito de João Pessoa pelo PSOL, declarou seu apoio à candidatura da Unidade Popular, encabeçada pelo jornalista.

Texto completo publicado nas redes sociais:

A eleição tá chegando (já é domingo que vem!) e com ela a necessidade de se posicionar efetivamente na disputa política. Tenho seguido a tradição de tomar partido publicamente, porque algumas pessoas se interessam em construir posições políticas coletivamente. Então, vamos lá.

Eu, particularmente, com todos os erros e acertos que tive na vida, construí uma identidade com os valores da esquerda. Olho pra minha realidade, minha história, a história da minha mãe, do meu pai, da família toda, dos meus amigos, e vejo o que é muito óbvio: somos trabalhadores, não somos ricos, vivemos da nossa força de trabalho.

É justamente por isso que sigo acreditando nos ideais socialistas, na distribuição da renda, na democracia, nos direitos humanos, no meio ambiente e na ideia de que a dignidade humana deve ser colocada acima do capital.

Talvez o caminho mais fácil fosse apenas aderir àqueles projetos que já se encontram com o poder na mão, como aliás tenho visto caminharem muitos. Mas, sinceramente, não é isso o que quero fazer. A gente precisa se orgulhar do que fez na vida!

Dentre os projetos de esquerda, posso dizer que uns são mais democráticos, outros menos, mas as pessoas que estão aí lutando de braços dados com os movimentos sociais estão na luta pra que o dinheiro não submeta a vida das pessoas.

Por isso é que, nessas eleições, quem vai de Unidade Popular, de PSOL, de PSB, de PT, de PC do B, de PSTU, de PCO, de Rede, seguirá tendo meu profundo respeito.

Claro, estamos todos muito cientes das profundas deficiências que os partidos de um modo geral (os de direita e também os de esquerda) apresentam na forma como lidam com conflitos de interesse, no dia a dia. Os conflitos de interesses, aliás, é que fazem com que essas esquerdas todas, plurais, não façam as concessões necessárias e não se unam em torno de um projeto coletivo, representativo do povo e chegue, assim, minimamente fortalecido pra lidar com o fascismo. Todos nós sabemos que uma aliança do campo progressista seria o melhor caminho pra se confrontar aqueles que estão na liderança das pesquisas eleitorais.

De qualquer modo, quero aqui registrar que, no próximo domingo, terei o orgulho de estar votando num grande lutador das causas populares: meu amigo Rafael Freire, candidato a prefeito pela Unidade Popular.


blogdeEdnaSoares


Nenhum comentário